Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo - Festival America do Sul
Cidade

MS fica em 5º lugar como o mais competitivo do país

Todas as Unidades Federativas do país foram avaliadas e submetidas a 69 indicadores

19 outubro 2019 - 09h46Da redação

O secretário do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, esteve, na última sexta-feira (18), no Pregão da B3, em São Paulo, durante resultado da pesquisa, divulgado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), que deu o quinto lugar a Mato Grosso do Sul como o Estado mais competitivo do Brasil.

A pesquisa que deixou MS em boa posição foi realizada pelo Ranking de Competitividade dos Estados 2019. Todas as Unidades Federativas do país foram avaliadas e submetidas a 69 indicadores agrupados em 10 pilares estratégicos para o desenvolvimento brasileiro. Segundo os dados do ranking, em uma escala de 0 a 100, MS teve a pontuação de 64,3, acima da média nacional, de 49,3. Nas quatro primeiras posições do ranking estão São Paulo, Santa Catarina, Distrito Federal e Paraná.

De acordo com a pesquisa, as políticas públicas implantadas pelo governo sul-mato-grossense proporcionaram boas performances nas áreas de educação, infraestrutura, potencial de mercado, eficiência da máquina pública, solidez fiscal e melhora exponencial no pilar de sustentabilidade ambiental.

“Esse é um resultado para se comemorar. Temos um objetivo ousado, que é o de tornar Mato Grosso do Sul o primeiro Estado Carbono Neutro do país e os avanços demonstrados no ranking, com o pilar de sustentabilidade ambiental puxando nossa subida no ranking geral, nos mostram que estamos no caminho certo”, comentou Jaime Verruck.

Mato Grosso do Sul ainda foi um dos finalistas do prêmio de destaque em crescimento nos resultados do ranking entre 2016 a 2019. “Quero destacar os cinco primeiros colocados no ranking. Coloquei o quinto também, pois os quatro primeiros (SP, SC, DF e PR) já estavam lá, mas o Mato Grosso do Sul avançou duas posições e fazer isso quando já se está no ‘top ten’ é muito difícil”, comentou, em seu discurso, o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa.

No pilar sustentabilidade ambiental do Ranking de Competitividade dos Estados, Mato Grosso do Sul ficou em quinto lugar, com 52,8 pontos. Esse pilar é composto por indicadores como as emissões de dióxido de carbono (CO²), serviços de distribuição de água e tratamento de lixo e esgoto.

Mato Grosso do Sul subiu para a quarta colocação nacional no pilar potencial de mercado, com 50,4 pontos. Neste quesito, o destaque do Estado foi para a taxa de crescimento (80,4), a segunda maior na comparação nacional, atrás de Roraima.

Neste pilar, o desempenho sul-mato-grossense também avançou no indicador tamanho de mercado. “Potencial de mercado está muito vinculado ao crescimento do PIB, ao crescimento do agronegócio, da produção e da safra, da captação de empreendimentos”, finalizou o titular da Semagro.

Elaborado anualmente pelo CLP, em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada e a Economist Intelligence Unit, o Ranking de Competitividade dos Estados tem por objetivo ser uma ferramenta de planejamento e gestão para que os Estados melhorem as condições de vida de seus habitantes.

MS conquistou o 2º lugar no prêmio “Excelência em Competitividade”

O Estado também ficou em segundo lugar no prêmio “Excelência em Competitividade”, na categoria “Destaque Crescimento”, que considera a evolução dos Estados em três pilares de maior peso no ranking: Segurança Pública, Infraestrutura e Sustentabilidade Social.

“Essa avaliação confirma que a transformação que implementamos no modelo de gestão do governo do Estado traz resultados positivos para o crescimento e desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Quem ganha é a população, com a geração de empregos e oportunidades para quem investe no Estado”, avalia o secretário de Governo e Gestão Estratégica de MS, Eduardo Riedel.

Na edição deste ano, dez Estados subiram na pontuação, enquanto nove caíram e oito mantiveram o mesmo resultado da edição passada, conforme o Centro de Liderança Pública (CLP).


Indicadores 2019 – Dentre as maiores evoluções de Mato Grosso do Sul, destaca-se o pilar de segurança pública (que considera indicadores como mortes a esclarecer, segurança no trânsito, pessoal e patrimonial), nas quais o Estado evoluiu de 67,9 (em 2016) para 89,2 (em 2019), subindo da quarta para a segunda posição – com 31,7 pontos acima da média nacional (de 57,5) neste quesito.

O Estado também subiu da nona posição para o quinto lugar no pilar infraestrutura (que avalia a qualidade de rodovias, mobilidade urbana, custo de combustíveis e acesso à energia elétrica) e da nona posição para o quinto lugar no pilar de sustentabilidade social, que considera indicadores como IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), segurança alimentar, acesso a saneamento básico e famílias abaixo da linha da pobreza.

 

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Protestar devedores em cartório passará a ser gratuito
Cidade
Águas suspende atendimento no Fácil Guaicurus nesta quarta
Cidade
No MS milhagens serão usadas para transportar pacientes
Cidade
Prefeitura vai investir R$4,6 milhões na Assaf Trad
Cidade
Codecon aprova projetos que garantem mais empregos na capital
Cidade
Confira dicas de segurança para comprar na Black Friday
Cidade
Revitalização da 14 de Julho estimula empresários a investirem em suas lojas
Cidade
Com recapeamento, moradores comemoram o fim da buraqueira
Cidade
JBS passa por interdição após novo vazamento de amônia
Cidade
Procon autua Magazine Luiza por desrespeito a clientes preferenciais

Mais Lidas

Polícia
Corpo cheio de fezes é encontrado em casa abandonada
Polícia
Capataz mata gerente durante briga em fazenda
Justiça
Denúncias anônimas podem estabelecer procedimentos administrativos no MP
Brasil
Doença de filho de Leonardo é incurável e causa dores intensas