Menu
Busca quarta, 28 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - covid atitudes
Cidade

Na sinceridade, Magno pede dinheiro para pinga, mas sonha com vida longe do vício

Segundo o homem, pedido inusitado rende mais que cuidar motos

14 junho 2021 - 17h45Matheus Rondon

Na sinceridade, Magno Soares Rodrigues, de 41 anos, exibe um cartaz pra lá de sincero no centro de Campo Grande. A prática de pedir dinheiro é comum na região, mas o que chama a atenção é motivo para o pedido de ajuda.

Sem mentir que o dinheiro é pra outra finalidade, ele deixa especifico para como vai gastar. “Olha, tem gente que não gosta, fica bravo, mas eu estou sendo sincero, tem gente que fala que é pra alimento, pra fralda. Eu tô falando a verdade.”. Explica.

Magno conta que é da cidade de Dourados, mas acabou se mudando para a Capital, de 2017 pra cá, acabou tendo uma recaída nas drogas e voltou a beber, “Ai minha mulher me deixou e foi embora com outro.”. Completa.

Questionado sobre a placa pedindo dinheiro para a pinga, ele diz que prefere que as pessoas fiquem bravas, do que ele deixar de ser sincero. “Sou sincero, não peço esmola não, cuido de uma ‘motinha’, com esse cartaz ganho mais dinheiro do que cuidando de veículo. O pessoal não gosta, mas eu não roubo, não chego no carro de ninguém.”. Diz.

Apesar das dificuldades, Magno não tira o sorriso do rosto e fala que tem ajuda do serviço social, mas que o problema está na recaída. “Eu procurei emprego, cheguei a trabalhar, mas no segundo salário acabei recaindo e gastando o dinheiro. De vez em quando a mãe de um dos meus seis filhos me ajuda, me manda um dinheiro e fala pra eu comer e dormir bem.”

Magno fala que a vida na cidade não é para ele e que bom mesmo seria se ele pudesse morar e trabalhar em zona rural. “Eu queria mesmo era uma terra pequena pra mim, pra eu poder plantar e viver ali em paz. Eu tenho vontade de deixar essa vida, ter um pedacinho de terra, poder ficar isolado de todo mundo, plantar meu hortifruti, meu lugar é longe da cidade.”. Conclui.

Apesar de viver nas ruas da cidade, Magno diz que quer deixar de lado esse capitulo e seguir em frente. Questionado sobre o que ele sabe fazer, ele descreve que tem experiência como chapeiro, copeiro, pizzaiolo, possui curso de máquinas agrícolas e sabe se virar com bastante.

Quem tiver uma oportunidade de emprego para Magno, pode entrar em contato pelo número (67) 996366556 e falar com a Maura Tatiana.

Cruzeiro do Sul - 44 anos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Prefeitura retorna com expediente normal na próxima segunda-feira
Cidade
Equipe da SAS que já realizou 600 abordagens, amplia trabalhos nas ruas
Cidade
Afonso Pena terá trecho interditado na quinta-feira
Geral
Vídeo: Você viu o Luxinho? Cachorro de idosa de 92 anos está desaparecido na Capital
Cidade
4 mil peças de roupas são arrecadadas por servidores municipais
Cidade
Governo do estado e prefeitura garantem casas para moradores da antiga favela Cidade de Deus
Cidade
Foi selecionado? Prefeitura convoca aprovados em dois processos
Vídeos
Ao vivo: REME retoma aulas presenciais
Cidade
Agetran prevê liberação da Antônio Maria Coelho no sábado
Cidade
Foram entregues R$ 70 mil a ganhadores da 'Nota Premiada' de Campo Grande

Mais Lidas

Geral
Vídeo: “Casado me deito, com chifre me levanto”, corno flagra traição da esposa
Brasil
Vídeo: 'Corno escandaloso' descobre traição e faz barraco em estacionamento
Geral
Vídeo: Homem surta e se joga em frente a ônibus em movimento; cenas fortes
Polícia
Pai encontra filho de 18 anos enforcado na varanda de casa