Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Prefeitura distribui lotes de 260 unidades habitacionais

Com obras em fase de conclusão, prefeitura distribui lotes de 260 unidades habitacionais do residencial Rui Pimentel I e II

12 julho 2019 - 12h15Sarah Chaves, com informações da assessoria

A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por intermédio da Agência Municipal de Habitação (EMHA), realizou o sorteio dos lotes de 260 unidades habitacionais do Residencial Rui Pimentel I e II, realizado na noite desta quinta-feira (11), na Câmara Municipal de Campo Grande.

Os conjuntos habitacionais sorteados ficam localizados na avenida Marajoara, bairro Centro-Oeste, formalizando mais uma etapa para a entrega dessas moradias sociais, os beneficiários acompanharam de perto o sorteio.

As obras estavam paradas há cerca de cinco anos e foram retomadas em abril de 2019, em uma parceria da Prefeitura de Campo Grande com o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. O sorteio dos lotes busca dar mais transparência e celeridade ao processo de entrega das 260 moradias.

O diretor-presidente da EMHA, Enéas Netto, falou sobre o processo realizado na noite desta quinta-feira, destacando a transparência que o sorteio dos lotes promove. “Foi um processo de seleção diferenciada do critério de sorteio em praça pública, porque aqui era atendimento do Minha Casa Minha Vida, ainda no ano de 2013, quando essas pessoas foram pré-selecionadas, agora efetiva-se a transparência promovida pelo próprio Minha Casa Minha Vida, garantindo de maneira transparente, o acesso a unidade habitacional para todos os aqui estão e foram contemplados”, finalizou.

Espera próxima ao fim

Após convênio com o Governo do Estado, a Prefeitura de Campo Grande retomou as obras para finalização deste empreendimento, com previsão de entrega para setembro deste ano. Os candidatos que fizeram o dossiê tanto na Agência Municipal de Habitação (EHMA) quanto na Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab) aguardaram durante anos com ansiedade e apreensão pela retomada das obras.

O Residencial Rui Pimentel foi contratado em 2012 com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) do Governo Federal e a empreiteira selecionada à época pelo agente financeiro declinou das obras com 90% do empreendimento concluído. Entretanto, diante de cláusula da legislação do PMCMV que proíbe a entrega parcial de empreendimentos de interesse social, a obra estava parada desde então.

 

Roberto Carlos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Dívidas do IPVA chegam a R$ 47,2 mi, diz Sefaz
Cidade
Andorinha é autuada por desrespeitar estatuto do idoso
Cidade
Cruzamento perigoso na rua da Divisão recebe semáforo
Cidade
Procon encontra alimentos vencidos em conveniência da capital
Cidade
Desassoreamento: 20 mil m³ de areia já foram retirados do lago maior
Cidade
Obra no aeroporto dará a capital um terminal a altura da cidade, afirma Marun
Cidade
Prefeitura inicia recapeamento da Euler de Azevedo
Cidade
Prefeitura quer iniciar obras de estações de pré-embarque ainda este ano
Cidade
Parque das Nações Indígenas terá toda iluminação de Led
Cidade
Marquinhos volta à Brasília nesta quarta

Mais Lidas

Justiça
Rigo entra com recurso baseado em decisão de Toffoli
Geral
Jovem perde perna em acidente e pede ajuda em "Vaquinha Solidária"
Geral
Quatro capivaras amanhecem mortas próximo ao shopping
Polícia
Incêndio criminoso deixa pelo menos 16 mortos