Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Clima

Frente fria se aproxima da capital e ameniza tempo seco

Segundo o meteorologista Natálio Abrãao, a partir desta quinta (12) podem ocorrer chuvas isoladas entre Campo Grande e Dourados

12 agosto 2020 - 14h51Flávio Veras

Uma frente fria vinda do litoral do Paraná, pode aumentar a umidade relativa do ar em Campo Grande a partir desta quarta-feira (12), segundo informações do meteorologista Natalio Abrãao. Ainda de acordo com o especialista, chuva considerável na capital, poderá ocorrer apenas no domingo (16) diminuindo a temperatura e elevando a umidade para a casa do 100%.

No entanto, Abraao afirmou que a partir de terça-feira (18) as temperaturas tendem a subir e a qualidade ar podem cair. “Até domingo o clima extremamente quente vai diminuir entre Dourados e Campo Grande. Porém, até sábado pode cair chuvas isoladas e nada significativas, porém no início da semana elas tendem a ser mais torrenciais”, projetou.

Apesar das possíveis chuvas amenizarem as temperaturas e o tempo seco, Abraão afirmou que, que após o dia 24 deste mês, a situação em Campo Grande ficará critica. “A tendência é a de que do final de agosto, até meados de setembro, teremos taxas de umidades relativas do ar atingindo a casa de 13% a 10% e temperaturas na casa dos 35° C, ou seja, o clima será de deserto. Uma situação de emergência”, alertou.

O meteorologista também informou que este ano o Mato Grosso do Sul teve 31% de chuvas a menos do esperado. “Esse fenômeno pode ser explicado pelo desmatamento e as queimadas nas florestas do estado. Porém, o fator preponderante é a não existência de nenhum dos fenômenos: El Niño e La Ninã, pois quando eles se formam no extremo sul do nosso continente, tem a capacidade de trazer nuvens carregadas para todo o estado”, explicou.

Em relação as chuvas na região do Pantanal, que vem sofrendo com queimadas nos últimos quatro meses, Abraão afirmou que não há previsão de chuvas consideráveis nos próximos dias. “Em partes pode ser que caia chuvas sejam fracas e rápidas nas regiões de Miranda, Bodoquena e Corumbá. Porém elas não resolverão os problemas dos incêndios florestais, principalmente na Serra do Amolar, a área mais atingida pelas chamas”, finalizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Clima
Chuva foi pequena, mas ocorreu em 21 municípios de MS
Clima
Meteorologia: chuva a qualquer momento
Clima
Meteorologia prevê céu nublado e chuva isolada na capital
Clima
Fogo no Pantanal impacta berço das araras-azuis
Clima
Céu ficará nublado na capital e máxima não deve passar dos 35°C
Clima
Fumaça do Pantanal "mistura" com frente fria e muda o céu da capital
Clima
Temperatura dará uma 'aliviada' e não deve passar dos 36°C nesta quinta
Clima
MS terá reforço de bombeiros do Paraná contra incêndio no Pantanal
Clima
Capital deve ter 37°C hoje, mas chuva pode estar chegando
Clima
Video: Cuiabá amanhece tomada por fumaça e assusta moradores

Mais Lidas

Geral
MS aumenta rigor e autuações contra queimadas já superam ano de 2019
Polícia
Queda de árvore queimada em rodovia causa acidente que deixa 12 mortos
Clima
Chuva foi pequena, mas ocorreu em 21 municípios de MS
Vídeos
AO VIVO: Acompanhe a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS