Menu
Busca quinta, 19 de maio de 2022
(67) 99647-9098
Camara Maio22
COLUNA

Esplanada

Leandro Mazzini

Rio x Petrobras

29 dezembro 2021 - 07h00

A ganância da Petrobras em atingir metas, bater recordes e pagar dividendos milionários aos acionistas conseguiu unir todo o Rio de Janeiro contra a petroleira por causa do aumento previsto de 50% no preço do gás a partir do mês que vem – justo no momento em que o Estado tenta sair de uma crise histórica de dívidas e busca investimentos. A Naturgy (que controla a CEG) – que recorreu ao CADE – a Firjan e a ALERJ tomaram iniciativas contra o abuso da empresa controlada pelo governo federal, ciente de seu monopólio no setor. Com o aval de André Ceciliano, presidente da Assembleia do Rio, a Comissão de Defesa do Consumidor impetrou no TJ ação civil pública contra o reajuste e pedindo urgência dos magistrados no caso. O efeito cascata será sentido nos preços de produtos oriundos da indústria fluminense vendidos para outros Estados.

 

Hum...

 

A Petrobras já mobilizou todo o seu jurídico e justifica, a setores que demandam respostas, o cenário do mercado.

 

Conta alta

 

No CADE, para evitar repassar o alto valor da tarifa à população e empresas, a Naturgy impetrou medida preventiva, acusa a Petrobras de abuso de poder econômico e prejuízo à livre concorrência. Industriais que precisam do gás endossam.

 

Preço de monopólio

 

Na petição, a ALERJ pede que a Petrobras “mantenha as condições atuais de fornecimento e preço, até que o CADE aprecie a representação e que sejam reguladas as condições de acesso ao mercado de gás” com a livre concorrência.

 

Grita da fábrica

 

A ALERJ tomou a decisão amparada por ofício do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Rio, que denunciou o aumento abusivo. Tanto a indústria quanto as residências poderão ser afetados. A Petrobras já mobilizou seu jurídico todo.

 

No vermelho 1

 

A PREVI anunciou aos seus associados que o Plano 1 (Previdência Complementar dos funcionários do BB admitidos até dezembro de 1997) apresentou déficit de (acredite) R$ 5,1 bilhões em outubro.

 

No vermelho 2

 

De junho a outubro, o saldo deficitário é de R$ 30 bilhões – ou seja, o superávit apresentado de R$ 28 bilhões em maio saltou do penhasco para déficit de R$ 2 bi em outubro. O déficit acumulado do ano já soma R$ 16,1 bilhões.

 

Fusão eleitoral

 

O senador Jorginho Mello (PL), pré-candidato ao Governo de Santa Catarina, e o deputado federal Kennedy Nunes (PTB), potencial nome ao Senado, selaram acordo para a chapa ano que vem.

 

Brasil unido

 

O governador Ibaneis Rocha autorizou o envio de 20 soldados do Corpo de Bombeiros do DF ao Sul da Bahia, para ajudar a Defesa Civil de municípios em calamidade com as chuvas.

 

Venda consciente

 

O Projeto Vida Segura, cooperação público-privada no Programa de Consumo Responsável da Ambev, promoveu nos últimos anos ações sobre hábitos de consumo de álcool para 15 mil pessoas sobre a importância da venda responsável dos produtos. A ação começou no DF e vai avançar Brasil adentro em 2022.

 

Previsõe$

 

Boletim divulgado pelo BC aponta que as expectativas de crescimento da economia caem sistematicamente. A projeção continua em queda tanto para 2021 (4,58% para 4,51%) quanto para 2022 (0,5% para 0,42%) e 2023 (1,85% para 1,8%).

 


ESPLANADEIRA

 

# Ame registra aumento de 14x na emissão e 1000x na utilização de seu cartão de crédito, em comparação com mês de dezembro de 2020. # Escola de tecnologia codeBuddy oferece, em janeiro, aulas de programação inspiradas nos personagens da Disney e Pixar. # OLX tem descontos nos produtos do verão. # Disensa abre novas lojas em Lavras, Matozinhos e Uberlândia, em MG. # 1º edição do Programa Natureza Empreendedora na Baía Guanabara premia três negócios de impacto socioambiental.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dividendo$
Calote
Legalização dos jogos
Vice brigão
Do meu, do seu bolso