Menu
Busca terça, 05 de julho de 2022
(67) 99647-9098
Prefeitura - Reviva Junho-julho22
COLUNA

Esplanada

Leandro Mazzini

Tensão nas forças federais

18 abril 2022 - 07h10

A conta política da falácia do presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre a real valorização da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal caiu na mesa do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. Ele pediu uma reunião para hoje à tarde com dirigentes das associações de classes de delegados e policiais federais – inclusive os da Rodoviária Federal – para debater uma solução que evite, a priori, uma paralisação nacional das forças. Torres e o Governo estão preocupados com a possibilidade de greve das categorias às vésperas do início da campanha eleitoral. A PF e PRF não aceitam apenas os 5% de reajuste salarial prometido para o funcionalismo público federal.

Pressão

Nesta reunião prevista no gabinete de Torres também devem aparecer deputados federais ligados às categorias, para fazer pressão. Eles se envolveram na demanda.

Irredutíveis

A cetegoria está unida e irredutível. Não aceita outra proposta ou promessa do Governo para compensar a reestruturação. E reitera a ameaça de operação-padrão ou greve.

Rumo

A família Sarney quer retomar o rumo de Brasília com projeto ousado. O patriarca José pretende eleger a filha Roseana campeã de votos à Câmara. E ela já sonha com a presidência da Casa.

Lista quádrupla

A disputa que já é difícil vai ficar mais acirrada. Em consenso nos gabinetes do STJ, os ministros da Corte decidiram que haverá apenas uma lista quádrupla – e não duas listas tríplices, como tradicionalmente ocorre – para a apresentação de dois nomes que serão levados ao presidente Bolsonaro para a escolha dos futuros ministros.

Aposentadorias

As duas vagas são para desembargadores federais, com as aposentadorias dos ministros Napoleão Nunes e Nefi Cordeiro. A lista única para apresentação dos quatro nomes está prevista para sair com a votação dos desembargadores no dia 12 de maio. Dela, Bolsonaro escolherá dois desembargadores para as vagas. A decisão da Corte, ainda extraoficial, conota que o Judiciário deseja diminuir o poder de ingerência política na escolha.

Arruda

O ditado “vão-se os anéis e ficam os dedos” calça feito luva as digitais de José Roberto Arruda. Depois de fazer a esposa deputada federal e ministra palaciana, o ex-governador, que orbita entre portas, agora sonha ver Flávia Arruda governadora do DF. Hoje, a coalizão segura Ibaneis Rocha (MDB), que continua forte e líder nas pesquisas.

Boataria

Em ano de eleição a boataria corre como água em rio. A nova na praça é que Lula da Silva (PT) vai desistir da candidatura ao Planalto. Balela pura. Ele repete a amigos que não quer ser lembrado como um ex-presidiário e sim como um ex-presidente e aposta tudo nessa eleição. Mas é o que ele deseja. É o eleitor quem decide. A conferir.

Consórcio

Passados quatro anos do assassinato de Marielle Franco, com trocas de delegados, vaivém de jurisdição e a omertà de quatro anos do executor preso, a Polícia do Rio está perto de elucidar o crime. Esbarra num consórcio de chefões que seriam mandantes.

Cabo eleitoral

O deputado federal Eduardo Bolsonaro soltou vídeos nas redes sociais já anunciando apoio a um futuro candidato. Floriano Barbosa de Amorim é assessor parlamentar do seu gabinete, e se lançará no DF.

Aposentadoria

O cenário se complicou para Fernando Collor (PTB) em Alagoas e o ex-presidente prepara sua aposentadoria na política. Sonha com uma embaixada na Europa, mesmo que isso o faça candidatar-se ao Governo das Alagoas, com poucas chances, ou à difícil reeleição com novos nomes no páreo.

Prêmios verdes

Projeto da Produção de Esgoto para Reciclagem Florestal, com utilização de lodo, desenvolvido pela CEDAE na gestão de Wagner Victer, é finalista do “Prêmios Verdes”, a mais Ibero-Americana. “Independentemente do resultado final, no próximo dia 24 de abril, o Brasil e a Cedae estarão de parabéns”, afirma Victer.

Deixe seu Comentário

Leia Também

‘Sequestro’ de espaço
Corrupção matou Itaboraí
PRF contra Bolsonaro
Blefe de Jefferson
Lupa na mão