Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
COLUNA

Esplanada

Leandro Mazzini

Assassinato e suspeita de tortura causaram ataques

08 fevereiro 2013 - 07h24

As autoridades de Santa Catarina já sabem o cerne dos ataques. A equipe da coluna foi a Florianópolis e ouviu de quem sabe dos bastidores: Começou após dia 26 de Outubro passado, quando foi assassinada a agente prisional Deise Melo Pereira Alves, 30 anos. Era mulher do diretor da Penitenciária São Pedro de Alcântara, Carlos Alves, que em vingança cortou todos os benefícios dos detentos. Há suspeita de torturas de presos para descobrir o mandante do crime. Os bandidos foram avisados nas ruas e revidaram.

O crime
Deise foi alvejada com três tiros nas costas quando chegava em casa à noite. O marido vinha sofrendo ameaças pelo rigor no trato com detentos.

Corpo fora
Causa ojeriza entre grandes advogados de Brasília o jogo de empurra dos músicos, donos da boate e bombeiros sobre a responsabilidade do crime na Boate Kiss.

Sampa 2014
Há suspeitas de megafone de Mercadante na gritaria da classe científica para Dilma nomear Gabriel Chalita na Ciência e Tecnologia. Ambos sonham com o governo de SP.

O advogado de Renan
O presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), convidou para Advogado-Geral do Senado o ex-titular do posto de sua última gestão, Alberto Cascais, conhecido por pareceres contra todas as representações contra Renan por quebra de decoro. Cascais, que voltou há poucos meses ao cargo, será mantido.

Campanha
Renan pediu a Cascais que se viabilizasse junto aos senadores para ser nomeado, o que ocorreu. Do contrário, dançaria. Com aval do novo presidente, Cascais circulou por gabinetes pedindo bênçãos. 

Vão-se os anéis..
José Sarney pediu a Renan para manter na direção-geral do Senado Dóris Marize ficar. E Luiz Fernando Bandeira de Mello, hoje com o ministro Garibaldi (Previdência) assumirá a chefia de gabinete do presidente do Senado.

Fecha a cortina
O teatro inaugurado em cidade de minas com emenda do ex-deputado Virgílio Guimarães (PT) leva o nome da primeira sogra dele, e não da mãe.

Arena 2.0
Leitor avisa que o Partido ARENA está de volta no cenário nacional. Só no DF já foram recolhidas 1.551 assinaturas para registro. Precisam de 400 mil em todo o país.

Na UTI
O deputado Izalci (PSDB) reuniu-se com o ministro da Defesa para pedir investimentos no tradicional Hospital das Forças Armadas (HFA). Descobriu que há debandada de médicos, porque eles ganham menos que um contratado pelo Governo do DF.

Dona Dilma
Para piorar a situação, lembra o deputado, relatos dos profissionais de que os concursados preferem abrir mão da vaga, e buscam outros hospitais. No HFA ficou internada recentemente a mãe da presidente Dilma Rousseff.

Carimbado
Enquanto o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) se prepara para assumir a CCJ do Senado, a carismática deputada Nilda Gondim, sua mãe, se esforça na Câmara. Apresentou projeto (4522/12) que regulamenta profissão de fabricante de carimbos.

Saída pelo Norte
Bunge, Cargill, Cianport e Hidrovias Brasileiras preparam investimento biolionário para instalação de portos no distrito de Miritituba, em Iuaituba (PA), para escoamento da produção agropecuária do Centro-Oeste.

Força, Mendes!
A presidente sofre com o câncer do amigo Mendes Ribeiro, ministro da Agricultura. Cogita o senador Blairo Maggi (PR-MT). Mas há um PMDB no meio da lavoura.

Que caixa!
Os R$ 500 milhões que a Caixa separou para propaganda serão disputados em licitação por 26 agências. É a maior anunciante oficial de Brasília.

Ponto Final
E você, já depositou seu dinheiro para a propaganda do governo?

Por Leandro Mazzini - com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos
Brasília, Sexta-feira, 08 de Fevereiro de 2013 – nº 372

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aras e o Senado
Mãos ao alto!
Cadê o nosso, Petrobras?
Faroeste amazônico
Barbosa vem aí