Menu
Busca quinta, 19 de maio de 2022
(67) 99647-9098
Camara Maio22
COLUNA

Esplanada

Leandro Mazzini

Embratur monitora noticiário da tragédia

31 janeiro 2013 - 07h28

Limpeza de imagem
É tamanha a repercussão negativa em todo o mundo com noticiário sobre a tragédia da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), que o governo está preocupado com a imagem do país na iminência de três grandes eventos até 2016. O presidente da Embratur, Flávio Dino, pediu aos 11 escritórios internacionais da estatal um clipping diário e relatórios. Não descarta lançar uma campanha, se necessário, para limpar a imagem do Brasil e mostrar que o país pode receber a Jornada Mundial da Juventude, a Copa e os Jogos Olímpicos.

24 horas
O Itamaraty também faz clipping diário. Dino ressalta que, obviamente, o Brasil não deve “negar o problema” sobre as causas do incêndio que matou mais de 200 pessoas.

Norte a Sul
Os escritórios monitoram o noticiário estão na Argentina, Peru, Chile, Espanha, Portugal, Reino Unido, França, Alemanha, Holanda, Itália e Estados Unidos.

Recorde
Vem uma notícia boa aí. O Brasil teve número recorde de entrada de turistas em 2012, cerca de 5,8 milhões. Muito disso puxado pelos eventos da Rio+20.

O dinheiro sumiu
É tensa a relação entre os sindicatos e a direção do fundo de pensão dos ferroviários, o Refer. Denúncia no MP Federal pede investigação do sumiço de R$ 150 milhões aplicados no Banco BVA, que foi liquidado. Há suspeita de comissões dadas ao conselho do Fundo por bancos que recebem aplicações financeiras. O Refer, em nota, acusa motivação política. 

É fe$ta!
O encontrão nacional dos prefeitos com a presidente Dilma, em Brasília, foi seguido de festas noturnas nababescas em apartamentos funcionais dos deputados, que hospederam muitos alcaides. A conta, o eleitor sabe quem pagou.

Política & Shopping
Nos dias do encontro, o Centro de Convenções Ulysses Guimarães virou um pólo de folders que ofereciam serviços. Até uma revista bancada pela famosa Feira dos Importados foi distribuída com promoções. Muitos foram lá fazer compras.

Volta
O recesso termina domingo, mas a bancada do PP da Câmara volta hoje para reunião com o líder Artur Lira (AL).

Afago
É praxe todo ano, mas neste terá um gostinho de afago. A chefia da Taquigrafia da Câmara prepara edição especial com discursos de Henrique Alves (PMDB-RN) para presenteá-lo.

Faz tudo!
Foi demasiado o assédio de consultores a prefeitos no encontrão que o escritório MixBrasília anunciou em folder “Prestação de Serviços em Geral junto a orgãos federais (Faz Tudo)”, para elaboração de projetos para captação de verbas federais.

Campanha pura
É fácil entender por que o senador Blairo Maggi (PR) não apoia o conterrâneo Pedro Taques (PDT) à presidência do Senado. São fortes pré-candidatos ao governo de Mato Grosso e devem polarizar disputa.

Inflação no Lençol
Veja a inflação do verão. Um flat cobrou R$ 700 de diária na pequena Barreirinhas (MA), portão de entrada dos Lençóis Maranhenses. Resultado: com capacidade para 600 hóspedes, dia 15 de Janeiro havia 90.

Ano velho
Não é mistério o silêncio total dos prefeitos quando a presidente Dilma disse que poderão receber verba federal após renegociação e pagar R$ 500 mil de parcela. Mais de 3.800 municípios estão no SPC da União por dívidas com 13º salário, PASEP e Previdência.

Bola de neve
Prefeitos devem cerca de R$ 22 bilhões, mas têm a receber cerca de R$ 30 bi da União. Eles pedem equalização de dívidas, que aumentou com redução na arrecadação do FPM.

Linha ocupada
Favorito à presidência da Câmara, Henrique Alves faz campanha por telefone de casa, em Natal, desde a última sexta. Só chega a Brasília para o voto na segunda.

Ponto Final
Lei Seca vai mandar chocólatras para a cadeia. Motorista que ingeriu bombom de licor foi reprovado no bafômetro no Paraná.

Por Leandro Mazzini - com Vinícius Tavares, Marcos Seabra e Adelina Vasconcelos
Brasília, Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2013 – nº 365

Deixe seu Comentário

Leia Também

Calote
Legalização dos jogos
Vice brigão
Do meu, do seu bolso
Bolsonaro “refém”