Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo - Festival America do Sul
COLUNA

ESSE TEMPLO QUE É VOCÊ!

16 março 2019 - 11h00

Na última sexta-feira dia 15 de março eu estive entre as colaboradoras da Cassems a convite do gerente de RH Luciano Coppini, para participar de um ciclo de palestras em alusão ao mês das mulheres. Luciano que também é neuropsicólogo, solicitou-me algo reflexivo e estimulante. Pois bem, missão dada, é missão cumprida!  O tema que escolhi para elas é o que no momento possuo de mais inspirador para a percepção de uma nova consciência íntima. “Esse Templo que é Você” é um discurso baseado em minha autoexperiência de abstinência sexual, que sugestiona e encoraja a ressignificação da sexualidade feminina (e também masculina) através do conhecimento e autoconhecimento das nossas estruturas e aptidões cerebrais. É sobre compreender as origens dos nossos anseios e dar-lhes novos significados. E compreender os verdadeiros motivos de alguns ou muitos comportamentos que nos autosabotam e nos fere . É sobre se orientar e deixar de cair em ciladas criadas por nossas próprias ilusões  - comportamentos clássicos da baixa autoestima.
É sobre alinhar os três cérebros; instintivo, emocional e racional, e refinar a mente e consequentemente o corpo e as energias que constituem o Templo que somos cada um de nós, diante da verdadeira plenitude.
Com vocês, um pouco sobre o cérebro. Os três cérebros! E sobre um transtorno causado por desequilíbrio destes três. 
Bom domingo e semana!

1 É BOM, 3 É FANTÁSTICO! 
Uma teoria desenvolvida no ano de 1970 pelo médico e neurocientista norte-americano Paul MacLean sugere que os seres humanos têm o cérebro divido em três unidades diferentes. Essas unidades se desenvolvem em diferentes momentos do nosso ciclo evolutivo, 
A parte mais antiga e primitiva do cérebro, conhecida como cérebro reptiliano se desenvolve ainda no útero, enquanto o cérebro emocional ou límbico se organiza nos primeiros seis anos de vida, e o córtex pré-frontal ou neocortex, se desenvolve mais adiante.
Apesar de sua importância por vezes ser reduzida a um segundo plano quando nos limitamos a pensar em funções mais avançadas da nossa mente, como o pensamento abstrato , as funções que o cérebro reptiliano controla são fundamentais, como a estabilidade interna do nosso corpo. O cérebro reptiliano é o responsável por nossas necessidades básicas como comer, beber, dormir, excretar e se reproduzir.
O cérebro emocional ou límbico está localizado acima do cérebro reptiliano, no centro do Sistema Nervoso Central e começa a se desenvolver desde o nascimento do bebê. 
As duas partes do cérebro trino (reptiliano e emocional) evolutivamente mais antigas se encarregam de registrar as vivências, de administrar nossa fisiologia e da identificação (conforto, segurança, ameaça, fome, cansaço, desejo, vontade, iniciativa, prazer, dor…).
O cérebro racional é a parte mais jovem de nosso cérebro trino, o cérebro racional, também conhecido como neocórtex. É o que mais nos diferencia do restante dos animais. Ele é o encarregado do planejamento, antecipação, percepção de tempo e de contexto, inibição de ações inadequadas, compreensão empática…
LOBOS RACIONAIS! 
Importante salientar que os lobos frontais fazem parte do cérebro racional e equilibram o limite entre os impulsos e o comportamento aceitável para uma determinada situação. O bom funcionamento dos lobos frontais é crucial para as seguintes funções:
• Manter relações harmônicas entre os seres humanos.
• Evitar que façamos coisas que não consideradas positivas ou que possam prejudicar aos demais.
• Regular nossos impulsos do cérebro reptiliano: fome, sexo, tristeza…
Na realidade, o cérebro racional ocupa somente 30% do espaço de nosso crânio e se dedica basicamente ao mundo exterior. Suas principais funções são a compreensão dos funcionamentos, cumprir objetivos, gerenciar o tempo, sequenciar as ações… Em comparação com o cérebro emocional, a organização celular e bioquímica do cérebro racional é bastante mais complexa.

NARCISISMO SEXUAL!
Alguma vez você já se sentiu usada(a) pelo seu parceiro ou parceira sexual?
Este só a(o) procura quando quer sexo e se preocupa exclusivamente com seu próprio prazer, deixando de lado os seus sentimentos e desejos? Se você já passou por isso ou ainda passa, presta atenção, você pode estar se relacionando com um narcisista sexual. Trago aqui algumas características dessas pessoas para que você possa esquivar-se a qualquer sinal delas:
• Grande senso de superioridade sobre qualquer âmbito ou situação por isso buscam por pessoas de baixa autoestima.
• Egocentrismo sexual (buscam seu próprio prazer).
• Falta de empatia (não se colocam no lugar da outra pessoa, nem se preocupam com suas necessidades físicas ou emocionais).
• Necessidade de controle e de domínio sobre o outro.
• Gosto por relacionamentos sem compromisso.
• Preocupação excessiva com a imagem física.
• Evita manter um vínculo forte para se proteger emocionalmente de um possível abandono.
Entendeu? Agora você já pode manter-se longe dessas armadilhas. DESSAS por enquanto. Domingo que vem tem mais !!
A leitura após certa idade distrai excessivamente o espírito humano das suas reflexões criadoras. Todo o homem que lê demais e usa o cérebro de menos adquire a preguiça de pensar.
Albert Einstein
O cérebro é o meu segundo órgão favorito.
Woody Allen
Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade.
Charles Chaplin
O cérebro emocional responde a um evento com muito mais rapidez do que o cérebro racional.” Daniel Golema

Deixe seu Comentário

Leia Também

Péricles lança segunda parte de projeto gravado em Salvador
40 anos ALEMS
Espaço da Plástica
Óticas Carol promove sua tradicional festa de confraternização
PAN Forever