Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
COLUNA

Mondovino

Donizetti Vicentin

Muitas garrafas quebradas

08 maio 2017 - 06h16

Produtores franceses qebraram garrafas de vinho espanhol em supermercados viticultores, do sul da França. Eles destruíram, na quinta-feira (6), dezenas de garrafas de vinho procedentes da UE e da Espanha, denunciando um rótulo enganoso que induziria os consumidores ao erro sobre a origem do produto. A ação, convocada por duas organizações de viticultores de Gard (sul), aconteceu em três supermercados da região.



Depois de passar pelas prateleiras, os viticultores saíram com dezenas de garrafas nas mãos e destruíram os produtos, diante do olhar impotente dos funcionários e dos clientes. Os produtores franceses denunciam supostas irregularidades em vinhos importados da Espanha.

As importações na França de vinhos procedentes da Espanha cresceram 40% em dois anos, de acordo com a FranceAgriMer. Em 2015-2016, a França importou 5,56 milhões de hectolitros de vinho da Espanha, contra 5,17 milhões de hectolitros em 2014-2015 e 3,98 milhões em 2013-2014.



Por essas e outras situações, a eleição que se aproxima na França fica cada vez mais difícil de se fazer prognóstico de quem vencerá a disputa. O discurso nacionalista de Marie le Pain casa-se perfeitamente com esse tipo de evento acontecido na França e as regras de importação e comércio pregadas por ela provavelmente impediriam que esse vinho entrasse na França. A grande dúvida é: como, se ela vencer ela fará o comércio dos vinhos franceses com os seus vizinhos europeus e com o resto do mundo; outra pergunta é como ela agirá com relação à mão de obra da colheita, já que muitas vezes pessoas de outros países vêm trabalhar nesta época na França, tudo isso sustentado pelo nacionalismo francês, em especial com relação ao maior patrimônio agrícola francês: o vinho.



Como vemos, o vinho sempre esteve e sempre estará envolvido tanto na política quanto na cultura e no comércio mundial, agora é esperar para ver quem vai ganhar e o que vai acontecer com o vinho francês, as exportações e como ficarão as relações comerciais francesas após as eleições; ao que parece, este é um campo minado que o próximo presidente vai ter que atravessar.



BONS VINHOS!



“Na água você vê o reflexo do seu rosto, no vinho o reflexo da alma do outro.”



Antigo ditado francês.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Gamay a Estrela do Beaujolais
Caríssimo Presidente
O ciclo da uva
Os aromas do vinho
Simpósio sobre clima causa apreensão