Menu
Busca quinta, 29 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - covid atitudes
COLUNA

O MKT Delas!

Vanessa Ricarte

Ubuntu: a filosofia africana que pode ter grande impacto no marketing social

30 abril 2021 - 12h28

Ontem comecei a assistir a série documental da Netflix chamada The Playbook: Estratégias para Vencer, que conta as histórias e orientações de grandes técnicos esportivos que levaram lições vitoriosas das quadras para o campo do desenvolvimento pessoal e profissional. O primeiro dos 5 episódios conta a vida de Doc Rivers, técnico da NBA, responsável por instituir uma filosofia que inspirou a vitória do time de Boston, nos Estados Unidos, em 2008, quebrando um jejum de 22 anos sem títulos até aquele ano.

Mas qual filosofia seria essa? É o ubuntu. Até então, eu sabia que a palavra se tratava de um sistema operacional que rodava em Linux (risos!) mas não tinha ciência do significado mais profundo dessa filosofia africana que tem tudo a ver com o marketing social.

Série documental da Netflix explora estratégias para vencer. Imagem: divulgação

Ubuntu é uma palavra africana que nutre conceitos baseados nos pilares do respeito ao próximo, solidariedade e crescimento coletivo. Conforme matéria publicada no Portal Raízes, “na tentativa da tradução para o português, ubuntu seria “humanidade para com os outros”. Uma pessoa com ubuntu tem consciência de que é afetada quando seus semelhantes são diminuídos, oprimidos. De ubuntu, as pessoas devem saber que o mundo não é uma ilha: Eu sou porque nós somos.”

Se o objetivo do marketing tradicional é vender produtos, serviços e marcas, o marketing social visa propagar ideias e atitudes que promovam igualdade social, a melhoria das condições de vida das pessoas - o que implica diretamente na prática da empatia, compaixão e partilha - “se alguém está sofrendo eu também irei sofrer". A aplicação da filosofia Ubuntu no marketing social visa trazer experiências pessoais de solidariedade para o mundo corporativo.

 

 

Dessa forma, causas como melhorias no transporte, renda, saúde e educação, entre outras, são objeto de empresas inovadoras que atuam não só com o marketing orientado para vendas, mas também para a promoção dessas ações sociais que contam com o apoio da comunidade local. O resultado é muito mais expressivo, já que consolida os valores da marca e reforça uma imagem positiva no mercado.

Para mim, essa filosofia ubuntu é uma das mais lindas manifestações de consciência da coletividade, senso de pertencimento e responsabilidade pela vida do outro que impacta diretamente na minha própria vida. 

Até mais!

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Marketing pessoal: conheça o perfil campeão de Juliette
Ubuntu: a filosofia africana que pode ter grande impacto no marketing social
Precisamos ressignificar a definição de sucesso
Empresas têm o dever de usar o marketing para empoderar mulheres
Ações para o empoderamento feminino marcam mês das mulheres