Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Cultura

Após 7 anos, Nasi espera que a retomada do Ira! fortaleça cena do rock

12 maio 2014 - 11h16Via Folha
No próximo sábado, o público paulistano verá a volta à atividade de uma das bandas mais identificadas com sua cidade. O Ira! abre a Virada Cultural 2014 no palco Júlio Prestes.

As caras conhecidas e agora cinquentonas do cantor Nasi e do guitarrista Edgard Scandurra estarão juntas depois de uma separação que rendeu muitas brigas na Justiça — segundo eles, resolvidas — e uma obsessão constante dos fãs pelo retorno. Em outubro, os dois já haviam tocado juntos, num show beneficente com outros músicos.

"Esse assédio só mostrou a relevância do que a gente fez", diz Nasi à Folha. "Às vezes você precisa faltar a uma festa para ser notado."

Sentado ao lado do parceiro num estúdio paulistano, na última segunda, depois de ensaiar algumas músicas para a Virada, Scandurra conta que gravou um DVD solo, mas não teve disposição de sair em turnê para promovê-lo.

"Era um caminho que o Ira! já tinha trilhado. Então fui trabalhar com o Arnaldo Antunes, a Karina Buhr, o Pequeno Cidadão, fiz um projeto de música francesa, enfim, procurei outro público", conta o guitarrista. "Mas sempre falavam do Ira!."

Nasi acredita que a parada do Ira! coincidiu com um período muito fraco do rock brasileiro. "Não é só na comparação com a década de 1980. Grandes bandas também apareceram nos anos 1990. Mas, nos últimos tempos..."

Ele diz que ouviu muito as pessoas dizendo sentir falta do Ira!. "Mas não era uma saudade do Ira!, e sim do rock. É preciso mudar as coisas. Não que a volta do Ira! vá fazer renascer a criatividade no rock, mas eu espero que ajude a fortalecer uma cena."

Música Inédita
Para selecionar o repertório do show da Virada Cultural e da turnê que a banda inicia logo depois, eles pensaram nos grandes sucessos, "que o público quer ouvir", e o resto foi decidido pela "memória afetiva".

"Foi mais fácil do que eu imaginava. O que pensei bateu muito com as escolhas do Edgard", conta Nasi. A banda tocará a inédita "ABCD" — ouvida no ensaio, lembra jovem guarda com batida pesada.

Há planos para a gravação de CD e DVD. Novas canções estão sendo trabalhadas, mas, segundo eles, a turnê vai fazer com que a nova formação se conheça melhor antes de definir os passos seguintes.

Deve ser fácil chegar a um entrosamento. O Ira! hoje é um quinteto com fortes relações internas. O guitarrista e tecladista Johnny Boy e o bateirista Evaristo Pádua já tocavam com Nasi. E o baixista Daniel Rocha é filho de Scandurra.

Fãs reclamam da ausência de André Jung e Ricardo Gaspa, respectivamente baterista e baixista da banda de 1985 a 2007, mas Nasi e Scandurra são os únicos integrantes da banda desde seu início, em 1981.

"Todos foram incríveis na história do Ira!", diz Scandurra. "Mas nós dois formamos a personalidade musical da banda", completa Nasi.

No ensaio, favoritas como "Longe de Tudo", "Tolices" e "Mudança de Comportamento" mostram sua força de rock com apelo pop.

"Paramos com 13 discos, e nos últimos anos de atividade resgatamos potencial radiofônico. O 'Acústico MTV' (2004) nos levou a um novo público", afirma Scandurra.

Para a turnê, eles pensam em preparar repertórios variados. "Teremos datas no Sesc que podem permitir um show mais alternativo", diz Nasi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Política
Câmara aprova projeto que prorroga contratos durante a pandemia
Política
MDB de Sonora vai ao TRE contra pesquisa
Internacional
Bebê nasce em voo e ganha viagens gratuitas para o resto da vida
Agronegócio
Entre países, MS sozinho é o 14º maior produtor de milho no mundo