Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Governo/Dengue
Cultura

Charlie Brown Jr. bate recorde e transforma Parque em arena do rock

04 junho 2012 - 10h11Assessoria de imprensa / Rachid Waqued

De boca cheia, Chorão, o vocalista do Charlie Brown Jr. anunciou no palco: a banda bateu todos os recordes de público de três anos de MS Canta Brasil. O rock in roll da banda de santos levou a loucura os cerca de 100 mil fãs - segundo a Fundação de Cultura do Estado, que transformaram a concha acústica em arena do rock, neste domingo (3).

“Eu respeito todos os estilos de música, mas hoje é rock e a gente bateu o recorde nisso aqui, é o maior público”, disse com toda a propriedade, emendando um sonoro palavrão.

Em cerca de 1h30 de show, a banda teve o público "nas mãos". Nem mesmo o atraso de quase duas horas, que fez o Charlie Brown subir ao palco por volta das 20h30, devido a problemas técnicos na mesa de som e atraso no voo da equipe técnica, que só conseguiu chegar na Capital às 16h, estragou o momento.

Os fãs deliravam a cada música, rima, brincadeira ou até “chamada de atenção” pedindo respeito com as minas, por exemplo.

Até o aperto em meio a multidão e os poucos banheiros compensavam para quem viveu a adolescência com as músicas da banda de trilha sonora. “Eu sou fã, amo eles, então pra mim ver eles vale qualquer coisa”, garantiu a estudante Fernanda Santiago, de 22 anos, depois de ficar 30 minutos na fila do banheiro e correr para não perder mais nenhuma música.

Em meio aos fãs até representantes do rock sul-mato-grossense, como guitarrista e vocalista do O Bando do Velho Jack, Rodrigo Tozzette, que não só não achou ruim o aperto, como sentiu orgulho em ver o parque lotado por causa do rock.

“Tá muito cheio, mas isso é bom para mostrar que Campo Grande não tem só gente que gosta de sertanejo. Todo esse público está aqui para escutar o rock e de uma banda que é ótimo instrumentalista, manda muito bem no seu estilo”, frisou.

Mas enquanto as velhas e novas músicas do rock, junto com as rimas, faziam o público delirar, Chorão e os outros integrantes também não escondiam a satisfação com o show e de ver o parque tomado pelos fãs.

“A gente já fez uma pá de shows esse ano, mas esse é o melhor do ano. Momentos como esse são difíceis e a gente vai guarda para sempre”, afirmou.

Até para o filho do cantor, Alexandre Ferreira, de 21 anos, a noite foi incrível. “Tá foda demais isso aqui! Acho que nunca vi tanta gente pra assistir meu pai”, disse enquanto mostrava as fotos da multidão. Ele foi apresentado por Chorão como o “o meu orgulho” e registrou todo o show.

O clima empolgante e à vontade entre banda e fãs prolongou o término do show por pelo menos três vezes. “Agora a gente tem que ir mesmo, é sério pessoal”, informou Chorão, depois de mais uma vez ser cobrado pela produção sobre o horário de encerramento, que não podia passar das 22h – horário definido por determinação do Ministério Público Estadual, de acordo com a Fundação de Cultura do Estado.

A noite do rock terminou com banho de champagne e Chorão levando puxão de orelha por ter agradecido primeiro a Prefeitura Municipal pelo show e não ao Governo do Estado, que é o realizador do evento.

Sem papas na língua, o cantor ainda fez questão de lembrar o público que “esse show não foi de graça pra vocês, porque tudo mundo aqui paga imposto”.

Uma coletiva de imprensa estava prevista após o show, mas foi cancelada devido a algum “estresse” que Chorão sofreu, que segundo a produção, não foi provocado por motivos ligados ao show, mas pessoais.

Mas antes de entrar na Vam, em meio a tietagem de fãs e imprensa, Chorão abriu uma exceção e conversou por alguns minutos com o Campo Grande News.

O cantor garantiu que estava indo embora feliz e já esperando o próximo show em Campo Grande. “Foi demais, estou muito feliz. Quero voltar. Agora só estou muito cansado”, disse. A banda estava viajando para shows e sem dormir direito há quase 2 dias.

Sobre o tempo contado em cima do palco, Chorão disse que se pudesse tinha ficado mais. “Mas acho que foi o tempo suficiente para fazer um bom show, deu para mostrar nossa história pelas músicas”, pontuou.

Questionado sobre o fato de bater recorde no Estado conhecido pelo sertanejo, Chorão afirmou não ter vindo para o show com preconceitos a respeito do público, mas que foi uma surpresa ver a multidão.

Via Campograndenews

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
A Fazenda 2020: Jojo Todynho bebe demais, 'arranca roupa' e corre pela casa
Cultura
Som da Concha traz diversidade de shows neste final de semana
Cultura
Papa Francisco defende união civil entre homossexuais
Cultura
Daniela Albuquerque faz especial sobre o Pantanal e pede fim das queimadas
Cultura
Cantor de Anhanduí emociona e avança à próxima fase do The Voice Brasil
Cultura
Ângelo Arruda lança livro de poesias e CD nos dias 21 e 30 de outubro
Cultura
Em comemoração aos 43 anos de MS, Fundação de Cultura realiza show no Parque das Nações
Cultura
Vídeo: Primeiro show ao vivo com público durante a pandemia
Cultura
Decreto que regulamenta Lei Aldir Blanc em MS é publicado no Diário Oficial
Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS

Mais Lidas

Polícia
Idoso que atirou em cachorro leva multa em R$ 2 mil
Cultura
A Fazenda 2020: Jojo Todynho bebe demais, 'arranca roupa' e corre pela casa
Cultura
Som da Concha traz diversidade de shows neste final de semana
Polícia
Empresa de segurança avisa dono, que casa estava sendo furtada e um acaba preso