Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

Com US$ 120 milhões, quadro 'O Grito' quebra recorde em leilão

03 maio 2012 - 11h55Reprodução

Com US$ 119,9 milhões, a obra "O Grito", de Edvard Munch (1863-1944), tornou-se a pintura mais cara da história a ser vendida em um leilão, nesta quarta-feira (2), caso se cumpram as previsões de que o quadro arrecade até 150 milhões de dólares.

Em um texto publicado em seu perfil no Facebook, a Sotheby's - casa onde aconteceu o leilão, em Nova York - conta que houve uma "disputa" pela compra do quadro. "Sete candidatos lutaram por mais de 12 minutos antes de o martelo descer e estabelecer o novo recorde mundial",  diz a nota.

Antes do leilão, estimava-se que a pintura, uma das quatro versões produzidas pelo artista escandinavo e a única de propriedade privada, pudesse alcançar US$ 80 milhões.

Embora não tenha atingido as previsões mais otimistas, que batiam na casa dos US$ 150 milhões, "O Grito" chegou a valor suficiente para se colocar à frente do quadro "Nu, folhas verdes e busto", de Pablo Picasso, vendido por 106,5 milhões de dólares em 2010.

Antes do leilão, a Sotheby's foi longe para proteger a pintura. Ela ficou sob vigilância 24 horas por dia na sede da instituição, em Nova York, onde fica abrigada em uma minigaleria especialmente construída para isso, atrás de cercas elétricas.

Duas das quatro telas "O Grito" foram roubadas de museus, em 1994 e 2004, mas ambas foram recuperadas depois. O proprietário do exemplar vendido nesta quarta era Petter Olsen, cujo pai foi amigo e vizinho de Munch. Ele afirmou que, com o dinheiro conseguido com essa sua versão, de 1895, planeja fundar um museu.

Antes da venda, a Sotheby's disse ter feito as estimativas de modo intuitivo."Parece que US$ 100 milhões pode funcionar como uma barreira", disse David Norman, copresidente na instituição para arte moderna e impressionista.

Via G1

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Cidade
Parque das Nações deve reabrir dia 9 de outubro
Cidade
Procon suspende atividades de Auto Escola
Cidade
Anatel pode impedir ligações de telemarketing indesejadas no MS
Polícia
Vídeo: Oficial da Marinha morre afogado após gritar: "Eu já tenho a salvação!”