Menu
Busca quinta, 22 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Cultura

Cover oficial faz show em tributo aos 15 anos sem Renato Russo no Vinteum

08 outubro 2011 - 07h51Divulgação

Vivo no coração de muitos, relembrado pelos ‘guerreiros da revolução’ e mártir da ‘geração coca-cola’, o líder da Legião Urbana, Renato Russo, comemoraria 51 anos em março deste ano. Se ele não pode estar presente neste mundo, porque não, através de uma personificação em imagem e semelhança? Quem mora em Campo Grande vai ter oportunidade de dar de cara com Renato Russo na próxima terça-feira (11/7) – data dos 15 anos de sua morte – no Vinteum Bar e Lazer, em Campo Grande, a partir das 23h.

Com o show ‘Tributo a Renato Russo’, o cover oficial do cantor, Diogo Vidhal, realiza há 22 anos apresentações em homenagem ao líder da banda Legião Urbana. Contudo, desde 1996, ano em que o rebelde morreu, é que Vidhal passou a incorporar um cover mais profissional.

"Sempre fui fã da Legião e do Renato. Se a Legião é uma banda respeitada até hoje, muito se deve ao carisma do Renato. Acredito nos ideais que um dia ele sonhou para a nossa geração", afirma Diogo, que já se apresentou em Campo Grande em diversas ocasiões – a última no BarFly.

Para terça-feira, Vidhal promete apresentar um show à altura de Renato Russo, ou seja, uma apresentação como ele faria. "Os fãs do Renato Russo não vão se arrepender. Quem curte a Legião Urbana e o seu líder certamente não podem perder o show. Vai ser um tributo aos 15 anos sem ele", enfatiza o cover oficial de Russo.

A semelhança entre Renato Russo e Diogo Vidhal é tamanha, que, por várias vezes, este último foi tratado como parente de Renato Russo e até mesmo como o próprio artista. "Meu timbre de voz é idêntico ao dele, minha aparência também. Não faço nada forçado, é natural", comenta Diogo.

Renato Russo – Renato Manfredini Júnior, o Renato Russo, nasceu no dia 27 de março de 1960 e morreu no dia 11 de outubro de 1996. Sua primeira banda foi o Aborto Elétrico (1978), que durou quatro anos e terminou devido às constantes brigas que havia entre ele e o baterista Fê Lemos. Russo herdou desta banda uma forte influência punk que influenciou toda a sua carreira. Nessa mesma época, aos 18 anos, assumiu para sua mãe que era bissexual e, em 1988, publicamente.

Em 1982, integrou a banda Legião Urbana, desenvolvendo um estilo mais próximo ao pop e ao rock do que ao punk. Russo permaneceu na Legião Urbana até sua morte. Gravou ainda três discos solo e cantou ao lado de Herbert Vianna, Adriana Calcanhotto, Cássia Eller, Paulo Ricardo, Erasmo Carlos, Leila Pinheiro, Laura Pausini, Biquini Cavadão, 14 Bis e Plebe Rude.

Serviços – No Tributo a Renato Russo haverá jam session com Aldeia Black, Zé Geral, Renan de Freitas, Geraldo Espíndola, Muchileiros, Tribus Armadas, entre outras atrações.

Os ingressos para o show da próxima terça-feira estão sendo vendidos no próprio Vinteum Bar e Lazer, a partir das 21h, e pelo sistema delivery (pronta entrega) pelo telefone celular (67) 8165-0021. Os valores são: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 8165-0021.

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
3º Festival Gastronômico da Bom Pastor tem início nesta sexta
Cultura
Formação da sociedade sul-mato-grossense é tema de Ciclo de Palestras na capital
Cultura
Esplanada Cultural tem início nesta sexta-feira
Cultura
Capital terá mais de 20 eventos em comemoração aos 120 anos; confira
Cultura
Advogada de MS lança livro sobre defesa de adolescentes
Cultura
“Arte no Meu Bairro” leva Grupo Tradição ao Coophavila neste sábado
Cultura
Feira Central terá música ao vivo toda quarta
Cultura
CineFórum abre incrições na 2° edição do evento
Cultura
Reinaldo abre Festival de Inverno de Bonito nesta quinta
Cultura
Marcos e Belluti abrem o Festival do Sobá, em Campo Grande

Mais Lidas

Polícia
Rapaz de 18 anos é preso após dormir com namorada de 11 anos
Geral
Servidor público comete suicídio com cinto
Brasil
Vídeo mostra momento em que sequestrador é executado pelo BOPE
Polícia
Antes de suicídio, PM desabafa em carta de despedida