Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Cultura

Espaço da Poesia traz literatura e música em apresentações especiais

19 julho 2013 - 10h46Via Notícias MS
Será realizado nesta sexta-feira (19), às 19 horas, no terraço do Memorial da Cultura e da Cidadania mais um Espaço da Poesia, que dessa vez homenageará os escritores do estado e do país. A entrada é franca.

Serão expostos retratos realizados pelo desenhista Luís Felipe Melchiades. A programação artística da noite começará com a apresentação do Coral da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, sob a batuta do seu novo regente, o maestro Orion Cruz.

O escritor Paulo Robson apresentará o seu “Jardim submerso da Bodoquena”, em que faz um misto de poemas, músicas e fotos da fauna e flora da região de Bonito. Ely Cicalise e Gisela Carvalho declamarão poesias de Trasíbulo Ferraz Moreira, Olavio Bilac e Otávio Gonçalves respectivamente. Ely Cicalise acumula em seu currículo alguns prêmios e com Gisela fazem parte da Escola de declamação Castro Alves.

O arquiteto Rubens Moraes da Costa Marques fará o lançamento do seu livro “Antologia do inédito”, coletânea de poemas haicais em que o autor apresenta sua produção poética, cuja especialidade é a transtextualidade.

Quem reinicia a parte musical do Espaço da Poesia é o grupo “Musicais em Cena”, formado por Fabrício Machado e Fábio Bernobic, que apresenta canções relacionadas ao gênero teatro musical, estilo Broadway.

O cantor e compositor João Fígar encerra a noite. O músico começou a carreira aos nove anos de idade ganhando um prêmio de melhor intérprete no Teatro Glauce Rocha no Festival Roda da Canção Infantil em 1969. Aos 15 anos integrou o Grupo Therra, de Carlos Colman, Roberto Espíndola e Orlando Brito. Em 1979 fez parte do Grupo Tetê e o Lírio Selvagem, formado pelos irmãos Espíndola e Almir Sater. Com 19 anos participou no MIS (Museu de Imagem e Som) em São Paulo, com artistas da região, inclusive Ney Matogrosso, do projeto “Pantanal Alerta Brasil”.

Em 1982 partiu para a Europa, e, com o Grupo Azamba, se apresentou em St. Tropez (França) para Brigitte Bardot, Ricardo Amaral e Ibrahim Sued; na Itália, a convite de Zico, na Suíça e na Inglaterra divulgando a música brasileira. De volta ao Brasil já em 1986 gravou seu primeiro disco solo pela gravadora 3M e foi indicado como “Cantor revelação pop” no prêmio Sharp, com Fábio Fonseca e Ed Motta.

Gravou em 1992 um disco com músicas regionais em parceria com Guilherme Rondon chamado “Rondon & Fígar”, que também recebeu três indicações para o prêmio Sharp e venceu como melhor música regional a canção “Paiaguás”.

Participou dos shows no Temporadas Populares no ano de 2000 abrindo o show do cantor e compositor Lenine. No Festival de Inverno de Bonito em 2003 fez a abertura do show da cantora Zélia Duncan apresentando seu CD Águas do Pantanal, considerado o melhor trabalho em 2002 de música regional pelos críticos locais. Cantou com a Orquestra de Câmara do Pantanal na Abertura do 1º Festival América do Sul em Corumbá – MS, em setembro de 2004. Participou do Festival de Inverno de Bonito 2007 com o show Gerações.

Serviço
O Espaço da Poesia acontece nesta sexta (19), a partir das 19 horas. A entrada é franca. O Memorial da Cultura fica na avenida Fernando Correa da Costa, 559, no Centro.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Primeiro monumento restaurado, “O Aprendiz” é entregue nesta segunda
Cultura
Quem é? Músico de MS ganha cesta básica e tenta vendê-la nas redes sociais
Cultura
Beraldo no Beat lança "Promíscuo" em clima de romance intenso; assista
Cultura
Prefeitura retoma "Arte no Paço" com exposição "Pensa Mente"
Cultura
Começa hoje o evento virtual do Projeto Quatro Estações

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio