Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Cultura

Frevo pernambucano é declarado Patrimônio da Humanidade

06 dezembro 2012 - 10h47Getty Images

A 7ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira (05), a inscrição do Frevo – Expressão Artística do Carnaval do Recife, em Pernambuco, como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

O Frevo foi inscrito pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Livro de Registro das Formas de Expressão em fevereiro de 2007. Esse é o primeiro passo para todo o trâmite que se encerrou com a aprovação do Frevo como Patrimônio Imaterial da Humanidade ontem.

Trata-se de um gênero musical urbano que surgiu no final do século XIX, no carnaval, em um momento de transição e efervescência social como uma forma de expressão popular nessas cidades.

O Frevo é formado pela grande mescla de gêneros musicais, danças, capoeira e artesanato. É uma das mais ricas expressões da inventividade e capacidade de realização popular na cultura brasileira. Possui a capacidade de promover a criatividade humana e também o respeito à diversidade cultural.

As bandas militares e suas rivalidades, os escravos recém-libertos, os capoeiras, a nova classe operária e os novos espaços urbanos foram elementos definidores da configuração do frevo. Do repertório eclético das bandas de música, composto por variados estilos musicais, resultaram suas três modalidades, ainda vigentes: frevo de rua, frevo de bloco e frevo-canção.

Desde suas origens, o frevo expressa protesto político e crítica social em forma de música, dança e poesia, constituindo-se em símbolo de resistência da cultura pernambucana e expressão significativa da diversidade cultural brasileira.

O Frevo se concentra nos bairros centrais do Recife, no Sítio Histórico de Olinda e bairros olindenses de Águas Compridas, Bairro Novo, Caixa D’água, Jardim Atlântico e Peixinhos. O frevo ocorre, também, em outras cidades brasileiras: Brasília (DF), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Salvador (BA).

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, e a presidenta do Iphan, Jurema Machado, integram a delegação brasileira que participa da reunião do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, que acontece na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em Paris.

Marta comemorou o resultado: “É extremamente importante a escolha do frevo. Ele é uma força viva. Para nós, o frevo junta dança, música, artesanato. É um enorme orgulho, ter todas estas capacidades reconhecidas.”. A ministra ressaltou, também, que “ter essa possibilidade de reconhecimento em nível internacional, ajuda manter e preservar nossa riqueza.”

Entre os países membros do Comitê, além do Brasil, estão Albânia, Azerbaijão, Bélgica, Burkina Faso, China, República Checa, Egito, Espanha, Grécia, Granada, Indonésia, Japão, Quirguistão, Letônia, Madagascar, Marrocos, Namíbia, Nicarágua, Nigéria, Peru, Tunísia, Uganda e Uruguai.

Na pauta do evento está a análise dos relatórios dos países signatários da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, a avaliação dos bens inscritos, em 2012, na Lista do Patrimônio Cultural Imaterial em Necessidade de Salvaguarda Urgente, e a seleção das Melhores Práticas de Salvaguarda desenvolvidas até novembro deste ano.

América Latina
A América Latina concorre com seis candidaturas à inclusão na lista de Patrimônio Cultural Imaterial, definida pela (Unesco). No total, serão escolhidas 36 candidaturas. O comitê de julgamento termina a avaliação na próxima sexta-feira (07).

A Bolívia também é um dos países concorrentes, com o Festival de San Ignacio de Moxos. A Venezuela participa com a Dança dos Diabos de Corpus Christi; o Equador com o toquilla, o chapéu de palha tradicional; Cuba com o repente, a poesia e a música improvisadas; e a Colômbia com o Festival de San Francisco. Há ainda candidaturas do Japão, da Índia, do Irã e de vários países.

A relação do Patrimônio Cultural Imaterial se refere às tradições, práticas, aos rituais, conhecimentos e às obras que integram a identidade e coesão social dos povos e comunidades, transmitidos por várias gerações. A lista é elaborada anualmente. O objetivo é proteger esse patrimônio, mantendo-o vivo e seguro, por intermédio da educação entre as comunidades.

Via Portal Brasil

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Primeiro monumento restaurado, “O Aprendiz” é entregue nesta segunda
Cultura
Quem é? Músico de MS ganha cesta básica e tenta vendê-la nas redes sociais
Cultura
Beraldo no Beat lança "Promíscuo" em clima de romance intenso; assista
Cultura
Prefeitura retoma "Arte no Paço" com exposição "Pensa Mente"
Cultura
Começa hoje o evento virtual do Projeto Quatro Estações

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio