Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Cultura

Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube

16 março 2013 - 10h20Divulgação

O projeto Cineclube exibe neste sábado (16) o filme “A Fonte das Mulheres”, para provocar uma reflexão sobre as condições da mulher de hoje envolvendo o gênero, o corpo e a sexualidade. A sessão começa às 15 horas, na sala Rubens Corrêa do Centro Cultural José Octávio Guizzo. A entrada é gratuita.

A proposta é utilizar a sétima arte para dialogar com a sociedade sobre questões da atualidade baseada na construção histórica e social que designa as relações entre o masculino e o feminino. Lançado em 2012, o filme “A Fonte das Mulheres”, do diretor romeno Radu Mihaileanu, imagina um manifesto feminista – greve de sexo – numa pequena comunidade muçulmana no norte da África. A Fonte das Mulheres foi indicado à Palma de Ouro, no Festival de Cannes.

“O filme, ainda que envolva a questão da guerra dos sexos, mas de uma forma até bem humorada, propõe a reflexão sobre as questões culturais, da violência, a questão da sexualidade, da saúde e dos direitos reprodutivos, entre outras questões que abrem para o debate sobre a organização das mulheres e o processo de 'empoderamento' a partir da identificação das necessidades e problemas vividos pelo coletivo”, explica a coordenadora da Comissão de Gênero e Diversidade Sexual do Conselho Regional de Psicologia, Zaira de Andrade Lopes.

Para a psicóloga, a tomada de consciência e reflexão considera que o problema não é individual, e para tanto, a solução deve ser pensada no coletivo de modo a produzir mudanças sociais. Após a exibição do filme será realizado um debate com especialistas e o público presente, sobre as questões abordadas.

Sinopse
Em um pequeno vilarejo, situado entre o Norte da África e o Oriente Médio, as tradições islâmicas são seguidas a risca. Entre elas, a existência da mulher como procriadora é regra básica, mas existe uma que faz com que elas sejam as responsáveis por buscar água em um local distante e de difícil acesso, restando para os homens a tarefa de matar o tempo bebendo e falando da vida. Certo dia, Leila (Leila Bekthi), uma das mais jovens e alfabetizadas do grupo, resolve que a melhor maneira de mudar esse cenário, fazendo com que os homens assumam esta tarefa, é cortar o que eles mais gostam: o sexo. A polêmica decisão do grupo acaba interferindo nas relações entre os habitantes e provocando uma verdadeira revolução cultural no povoado e mudando para sempre as suas vidas. Diretor: Radu Mihaileanu - 135min. - Bélgica/Itália/ França - Comédia Dramática - Classificação: 14 anos.

O Cineclube é aberto a toda a sociedade, foi lançado em abril de 2008. O projeto tem por objetivo reunir profissionais e acadêmicos dos cursos de Psicologia de todas as universidades locais, além da sociedade em geral, para a discussão de temas relacionados ao comportamento e à subjetividade humana, através da sétima arte, e para auxiliar os estudantes universitários com as atividades. Haverá declaração de participação.

O Centro Cultural José Octávio Guizzo está localizado na rua 26 de Agosto, 453 - Centro. Mais informações podem ser obtidas no Conselho Regional de Psicologia através do telefone 3382-4801.

Via Notícias MS

Terra Benta

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Cidade
Vídeo - Famílias perdem tudo em incêndio Noroeste; saiba como ajudar
Cidade
Ação une irmãs do MT e MS em prol de animais do Pantanal
Justiça
Acusado de matar a tia com 24 facadas é condenado a 8 anos de prisão
Polícia
PMA autua pecuarista em R$ 10 mil por animais silvestres em cativeiro