Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

'Giovanni Improtta' remete à anarquia estética de 'Pulp fiction', diz Wilker

17 maio 2013 - 11h36Divulgação

O filme “Giovanni Improtta”, que entra em cartaz nesta sexta-feira (17), representa um elo entre uma novela das 21h (“Senhora do destino”), uma cultuada série americana (“Família Soprano”) e dois filmes idem (“Pulp fiction”, de Tarantino, e “Fargo”, dos irmãos Coen). Quem aponta as referências é o próprio diretor e protagonista, José Wilker. Em entrevista ao G1, ele diz: “Eu me lembrei um pouco de ‘A família Soprano’, um pouco da anarquia estética do ‘Pulp fiction’, da anarquia estética do ‘Fargo’”.

Nesta sua estreia como cineasta, Wilker conta a história de um personagem do folhetim de Aguinaldo Silva, exibido entre 2004 e 2005. Era um bicheiro – ou “contraventor”, na autodescrição. O diretor resume a nova proposta: “A gente está debochando desta P. aqui. Não é uma tese acadêmica, é uma diversão”.

Ele reconhece que “Giovanni Improtta” tem bastante violência, mas não no sentido de haver sangue excessivo ou assassinatos em sequência. “A gente podia fazer um filme que ficasse batendo na tecla da violência. E eu descobri que a violência maior não era a violência que você pode exibir no tiroteio”, aponta. “A dificuldade do Giovanni Improtta em ocupar espaço num clube de corruptos é enorme. Ele não é aceito. Isso é uma violência enorme, contada com muito senso de humor.”

Wilker aponta, por outro lado, que a premissa do longa antecede o próprio personagem. “Minha vontade era falar desse Rio de Janeiro novo, do ponto de vista físico, social, econômico, afetivo. Isso que me veio antes. Aí, eu queria ver como eu podia falar disso sem ser sisudo, carrancudo”, afirma. Assim veio a decisão de se "usar" Giovanni.

Na conversa, Wilker comenta por fim que acha positiva a aproximação entre cinema e TV. “O que está acontecendo, que acho interessante, é que de uns anos para cá passou a haver uma colaboração mais estreita de dois veículos que precisam colaborar um com o outro.”

Via G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Cidade
Parque das Nações deve reabrir dia 9 de outubro
Cidade
Procon suspende atividades de Auto Escola
Cidade
Anatel pode impedir ligações de telemarketing indesejadas no MS
Polícia
Vídeo: Oficial da Marinha morre afogado após gritar: "Eu já tenho a salvação!”