Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Cultura

Hollywood busca geração internet com filmes sobre hackers e ciberativistas

05 julho 2013 - 11h47Via Folha
Os heróis de Hollywood usam chicotes, revólveres e uma moral rígida. Não se espante se eles passarem a usar, dentro de alguns anos, e-mails criptografados, discos rígidos, internet de alta velocidade e uma ética com tons mais cinzentos.

Somente em 2013, oito filmes sobre hackers, ciberativistas e visionários da tecnologia estão previstos para estrear ou já estão em cartaz.

De Julian Assange, o criador da organização WikiLeaks (responsável por divulgar documentos americanos secretos) a Edward Snowden, o ex-analista da Agência de Segurança Nacional dos EUA, em fuga por revelar um esquema de vigilância mundial do governo Obama, os hackers são os novos Indiana Jones.

"A diferença é que hackers existem e constroem suas narrativas distantes da ficção", diz Sergio Amadeu da Silveira, professor da Universidade Federal do ABC e pesquisador de cibercultura.

"Os hackers enfrentam o poder das corporações e dos Estados verticalizados de modo espetacular, criando simpatia e admiração. Indiana Jones é bem menos interessante que Snowden."

Nesse segmento, a figura mais disputada no cinema atual é a do australiano Julian Assange. Abrigado na embaixada do Equador em Londres para evitar a extradição a Suécia (onde é acusado de agressão sexual), ele estará nas telas três vezes neste ano.

A primeira produção é o telefilme australiano "Underground", sobre sua infância. Já o documentário "We Steal Secrets: The Story of WikiLeaks", de Alex Gibney, transforma Bradley Manning, o soldado que vazou as informações confidenciais para Assange, no "herói" da história.

Assange ainda será retratado na superprodução "The Fifth State", drama de Bill Condon ("Crepúsculo"), com o inglês Benedict Cumberbatch (o vilão do novo "Star Trek") no papel do hacker.

"O WikiLeaks chegou a um mundo no qual o governo diz que há uma democracia e falou: 'Vejam isso e formem sua opinião'", conta Cumberbatch à Folha. "É fácil fazer um retrato caricato de Assange, mas espero construir algo justo."

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS
Cultura
Com Maneva, Deko e acompanhado por músicos do Planta & Raiz, Julies anuncia live e single

Mais Lidas

Geral
Caixa abre 12 agências hoje das 8h às 12h no MS
Clima
Meteorologia prevê céu nublado e chuva isolada na capital
Saúde
China tem bactéria vazada e contamina mais de 3.000 pessoas
Saúde
Saiba quais UPAs contam com clínico geral e pediatras neste sábado