Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Cultura

Memorial apresenta exposição de 3D e Pop Art Cartoon

23 outubro 2010 - 13h49
As obras dos artistas plásticos Antonia Hanemann e Guto Naveira integram até o dia 19 de novembro a exposição Território Ocupado. Com pensamentos e propostas distintas, as obras dos artistas se unem pelo uso das cores e ocupam a Grande Galeria do Memorial da Cultura e da Cidadania da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. Antônia invade as três dimensões em alguns trabalhos, demonstrando sua atitude crítica em relação a vida. Já Guto Naveira constrói um universo imaginário, bem próximo do fantástico, além de abordar personagens e agregar a eles valores sentimentais em um ambiente de percepção ousado. Pop art cartoon - A exposição será a primeira de Guto Naveira em Campo Grande. “É uma conquista de espaço muito importante para minha carreira, e tem um foco completamente voltado a elementos que não seguem um padrão de arte regional e local, de fomentar e inspirar novos artistas, consolidar o ‘pop art cartoon‘, diz o artista sobre a expectativa da exibição. Acrílica, nanquim, e aquarela sobre tela são os materiais utilizados na explosão de cores que marcam as peças. Os trabalhos que Guto vai apresentar são de um estilo que mistura técnicas de cartoon com grafite, dimensionando um pop art criativo e inusitado. As telas têm elementos e personagens centrais - como a "vaquinha rezadeira", uma de suas criações mais populares, que já se tornou estampas, adesivos, telas -, inspirados na mãe do artista, a escritora e poetisa Raquel Naveira. “O personagem leva um tom lúdico e afetivo que agrega significados importantes, dentre outros elementos que compõem a obra”, explica Guto. "Além dessas criações, há também outros temas que vão ser abordados de forma lúdica, com elementos elaborados a partir de personagens, lugares e civilizações bem contemporâneos, de acordo com os temas atuais", completa. Liberdade - Na série composta de 15 trabalhos de Antonia Hanemann, a técnica mista de colagem e desenho serve à produção que tem como tema o questionamento da vida e da liberdade. Borboletas permeiam todas as telas, como figuras que carregam o anseio do desprendimento; em contraponto, uma instalação na entrada da Galeria traz essas mesmas figuras limitadas em um invólucro. “O que é, de fato, a liberdade? Até que ponto ela protege ou tolhe? É liberdade ou subjugação”, questiona a artista. Formada em Educação Artística e Artes Visuais pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e nascida em Rio Verde, Antonia Hanemann desde pequena dedicava grande parte de seu tempo às artes, parte pela influência da mãe, parte por não conseguir “se encaixar direito no mundo”. Desde 1997, já ministrou inúmeros cursos de trabalho em papel machê e participou de mais de 30 exposições, entre coletivas, individuais e salões de artes, destacando-se entre elas o X Salão de Artes Plásticas de Mato Grosso do Sul; e A Mulher e os 100 anos de Campo Grande. Serviço: A mostra Território Ocupado permanece aberta até o dia 19 de novembro, sempre com entrada franca. O Memorial da Cultura e da Cidadania fica na Avenida Fernando Correa da Costa, 559.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Primeiro monumento restaurado, “O Aprendiz” é entregue nesta segunda
Cultura
Quem é? Músico de MS ganha cesta básica e tenta vendê-la nas redes sociais
Cultura
Beraldo no Beat lança "Promíscuo" em clima de romance intenso; assista
Cultura
Prefeitura retoma "Arte no Paço" com exposição "Pensa Mente"
Cultura
Começa hoje o evento virtual do Projeto Quatro Estações

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio