Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

'O Santo e a Porca' será apresentado nesta quinta-feira no CenaSom

29 maio 2014 - 10h08Via Notícias MS
A Associação Cultural Fulano di Tal celebra dez anos apresentando a peça “O Santo e a Porca”, que integra a programação do projeto CenaSom, da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. A encenação será hoje (29), às 20 horas, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo. O evento tem duração aproximada de 90 minutos e classificação de dez anos.

“O Santo e a Porca” é uma comédia escrita por Ariano Suassuna em 1957 que aborda o tema da avareza, assunto favorito de Plauto (Aulularia) e Molière (O Avarento). A trama tem início quando o fazendeiro Eudoro Vicente envia uma carta ao comerciante Eurico, mais conhecido como Euricão Engole Cobra, pedindo-lhe o seu “maior tesouro”.

Eudoro se refere, na verdade, à mão de Margarida, filha de Eurico, em casamento. Mas este pensa que o outro quer roubar-lhe a fortuna, guardada há anos em uma porca, herança deixada por seu avô. Para complicar, Margarida e o filho de Eudoro, Dodó, estão apaixonados e Benona, irmã solteirona de Euricão, acha que o convite de casamento é para ela. Ao perceber o mal-entendido, a esperta Caroba elabora um plano para ganhar um dinheirinho extra e se casar com Pinhão.

É a partir das confusões feitas pelo plano de Caroba que se desenrola toda a trama de “O Santo e a Porca”, uma história contemporânea que poderia perfeitamente acontecer nos dias de hoje e que, ao final, nos deixa uma mensagem de fé e esperança.

“O autor procura se aproximar da parte do mundo que lhe foi dada; um mundo de sol e poeira, como o que conheceu em sua infância, com atores ambulantes ou bonecos de mamulengo”, explica Marcelo Leite, diretor do Fulano de Tal.

“A comédia não foge à regra dos espetáculos de Ariano Suassuna, em que a simplicidade do trabalho permeia toda a ação dramática. O cenário recria um ambiente do interior nordestino e o figurino se apresenta com retalhos e rendas. A cultura nordestina é amplamente valorizada através de personagens que trazem consigo a marca de um povo sofrido, porém alegre. É uma comédia de costumes em que o espectador terá o prazer de se reconhecer através das cenas e diálogos inusitados que permeiam toda a encenação”, acrescenta o diretor.

O espetáculo conta com a assistência de direção de Mateus Menoni e a colaboração de Rita Regina Diniz. Traz no elenco Bruno Yudi, Marcos Gautto, Maria Fernanda Fichel, Rayra Calin, Vini Ferreira, Vinícius Del Vecchio e Yasmin Fróes; Cenário, Figurinos e Acessórios de Cleison Nantes Sandim; Iluminação de Cadu Modesto; Prosódia de Eliane Paulino; Pesquisa Musical de Karina Marques e Design Gráfico de Helton Perez.

Serviço

Os ingressos têm valores de R$ 15,00 e R$ 7,50 (meia entrada). A meia entrada é valida para estudantes, professores, doadores de sangue e idosos (acima de 60 anos), com a apresentação de seu respectivo comprovante.

Outras informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho ou pelo telefone 3317-1795.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Geral
"O corpo é o de menos”, diz jovem no Dia Nacional da Luta PCD
Geral
“Só sintomas leves”, diz Reinaldo ao JD1
Internacional
Vídeo: Mulher dança reggaeton sobre caixão do namorado
Vídeos
Vídeo: Pedagoga leva soco durante abordagem policial racista