Menu
Busca terça, 15 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Cultura

Orquestra Sinfônica emociona com participações especiais

06 agosto 2011 - 10h06Denílson Secreta

A noite de quinta-feira (04), foi marcada por muita emoção e prestígio com o Concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande. O evento foi realizado no auditório Teatro Prosa do Sesc Horto e, com a regência do maestro Eduardo Martinelli, o público pôde apreciar um repertório finíssimo e apaixonante.

A orquestra contou com grandes nomes do meio artístico. O violonista Gonzalo Victoria do Uruguai e a flautista Miriam Dickinson da Suíça. Os convidados apresentaram repertório de músicas da América Latina e Europa como o concerto "O Pintassilgo", com a participação da flautista Miriam Dickinson e, ainda, "Potrero Chico" com Gonzalo Victoria. O 0violonista ainda mostrou todo o talento ao se Cerrazón, levando o público ao delírio.

Para o maestro Eduardo Martinelli, o reconhecimento do público para com o trabalho da Orquestra Sinfônica e o intercâmbio de culturas são os pontos mais altos de uma conquista. "O grupo é muito consistente. Poder apresentar sempre com a casa cheia, em todos esses anos de dedicação e treinamento, é maravilhoso. A integração e valorização da música regional com concertos que utilizam a viola caipira, ou viola brasileira tem e deve predominar cada vez mais em apresentações como esta", considerou o maestro.

Segundo Martinelli, o reconhecimento conquistado motiva os músicos a se dedicarem cada vez mais. "A procura hoje por música de qualidade está cada vez mais intensa e é com essa intensidade que o grupo busca melhorar e aperfeiçoar mais e mais. Por isso, quero agradecer a prefeitura pelo apoio que nos dá em sempre manter viva a música erudita. concertos como estes, a música e cultura no geral", destacou.

Para Roberto Figueiredo, diretor presidente da Fundac, poder abrir a comemoração cultural do aniversário de 112 anos de Campo Grande com um concerto desse porte é digno da homenagem. "A prefeitura sempre teve um carinho especial com a Orquestra e com cultura em si. Ao todo, serão 70 eventos distribuídos na programação da Capital em comemoração ao aniversário da cidade. E ter como sempre a Orquestra Sinfônica mais uma vez abrilhantando nossa comemoração é maravilhoso e emocionante", declara Figueiredo.

Para a acadêmica em jornalismo, Thaysa Freitas, o cuidado que o maestro tem com o repertório e o público faz com que a admiração pelo seu trabalho cresça cada vez mais. "Eu adorei a apresentação da orquestra. O maestro é sempre muito cuidadoso com tudo que ele faz. Aquele som doce da flauta da Miriam Dickinson, contrastando com a força do violão de Gonzalo Victoria e o acompanhante de Miriam, tão novinho fazendo um trabalho tão brilhante no violino, emociona. Campo Grande precisava mais disso", considerou. E ainda citou: "aquele chorinho surpresa no final, uma delícia! Estou doida esperando pelo CD" confessou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Após morte do pai, cantora supera luto e lança novo trabalho
Cultura
MS 42 anos, conheça a história do hino do Estado
Cultura
Zíngaro abre Festival do Chamamé nesta quarta na Praça do Rádio
Cultura
JD1 sorteia 15 ingressos para talk show com Denilson e Muricy
Cultura
Nona edição do Arte no Meu Bairro acontece sábado no Santo Amaro
Cultura
“A ficha não caiu”, diz cantor de MS que se apresentará no Rock in Rio
Cultura
Espetáculo Crianceiras retorna a Campo Grande dia 20 de outubro
Cultura
Feira Mãos que Criam edição Primavera terá forró de danças típicas para animar evento
Cultura
Primavera será tema da feira Mãos que Criam
Cultura
Artistas têm até segunda para inscrever projetos no edital do Fasp 2019

Mais Lidas

Geral
Morre o empresário Antônio Farias, o "Baiano"
Polícia
Jaime Valler estava na lista da milícia para morrer
Geral
Pai encontra filho morto, enforcado com fio de nylon
Geral
Mulher morre por descarga elétrica ao tentar ligar máquina de lavar