Menu
Busca terça, 25 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Cultura

“Poemas de Amor e Fúria”, de Victor Barone, será lançado dia 6

Com ilustrações de Isaac de Oliveira, obra quebra um hiato de dez anos do poeta

01 fevereiro 2019 - 17h52Da redação com informações da assessoria

Uma ciranda de palavras que proporcionam a percepção de dicotomias que habitam nas coisas e nos atos. De um lado, o amor profundo, a projeção da empatia. Do outro, o peso e a responsabilidade que advém desse sentimento. Em "Poemas de Amor e Fúria", o jornalista Victor Barone quebra jejum de uma década da primeira publicação, e revela que neste ínterim maturou seu olhar sobre o mundo.

Com lançamento a partir das 18h da próxima quarta-feira (6), na livraria Leparole, o novo livro de poesias de Victor Barone apresenta aos leitores 74 poemas repletos de lirismo e força. Também integram a obra o prefácio assinado pelo escritor e poeta mineiro L. Rafael Nolli e a riqueza das ilustrações do artista plástico Isaac de Oliveira, baiano radicado em Campo Grande.

Diferente de seu primeiro livro (Outros Sentidos, 2008 - Independente), no qual a sinestesia das palavras decorrentes de emoções seguiu protagonista, os versos de "Poemas de Amor e Fúria" trazem a guerra entre sentimentos não necessariamente opostos, mas complementares em sua essência: o amor, como sintoma da empatia. E a fúria, como reação das marcas d'alma.

É o experimento possível que surge a partir do enxergar-se em frente ao espelho. E de notar nos traços do rosto o resultado da vida fatigante, mas não por isso menos encantadora.

Barone celebra em "Poemas de Amor e Fúria" sua visão sobre o poder das palavras - as ditas e não ditas, que também ressonam no olhar, nos gestos, no sentir das coisas. Ao mesmo tempo que é poesia, é também uma etnografia dos tempos, é um retrato da fenomenologia tatuada nos atos cotidianos.

No prefácio, Nolli arremata certeiro esse aspecto marcante dos versos, nos quais o autor imprime suas impressões do mundo, ao longo de uma década marcada por tumultos sociais, políticos e interpessoais.

"A poesia de Victor Barone está no olhar – no que ele vê. E ele vê não só o superficial, facilmente perceptível – transformando a realidade em poesia – ele vê, como os poetas veem – ou deveriam ver – por dentro, pelas engrenagens secretas, pelas entranhas, pelas entrelinhas. Creio residir aí o grande segredo de sua poesia", comenta o prefacerista.

Nas palavras do próprio autor, a obra marca o fim de um hiato desde sua primeira obra e a maturação de seu olhar para além de si. É a mistura da sensibilidade com a agressividade, na composição e reprodução dos maniqueísmos que diariamente presenciamos, mas que nem sempre percebemos ou queremos notar.

O lançamento

Na quarta-feira (6), das 18h às 21h30, na Livraria Leparole (R. Euclides da Cunha, 1126). Entrada gratuita. Na ocasião, exemplares da obra estarão à venda e o autor estará disponível para autografar as obras que lhe forem apresentadas. Haverá, ainda, performance poética com o Grupo Casa e canja da cantora Maria Alice, acompanhada pelos músicos Pedro e João Ortale.

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Unidos da Vila Carvalho lança Enredo para Carnaval 2020
Cultura
Sesc terá oficina e cineminha no sábado
Cidade
Thiago Brava e Breno Reis e Marco Viola animam Arraial deste sábado
Cultura
Aos 96 anos, morre o cineasta Franco Zeffirelli
Cultura
Trajetória de luta e superação de professora vira livro
Cultura
Lenine é atração do último dia do Festival de Inverno de Bonito
Cultura
Dado e Bonfá daqui a pouco ao vivo, no Bosque Expo
Cultura
MEC destina R$ 900 mil para a reconstrução de museu incendiado
Cidade
Top Circo estreia na Vila Nasser
Cultura
Artistas sul-mato-grossenses produzem o Calendário Permanente

Mais Lidas

Brasil
Pai encontra corpo da filha desaparecida na casa do ex-namorado
Polícia
Pai atira em filho por causa de cobrança de dívida e foge
Polícia
Jornalista Letícia Alves falece aos 23 anos
Oportunidade
Semana começa com 149 vagas de emprego