Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

Sarau chega a 29ª edição e comemora aniversário do Centro Cultural José Octávio Guizzo

01 outubro 2013 - 11h57Via Notícias MS
A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul realiza nesta terça-feira (1º), a partir das 19 horas, a 29ª edição do Sarau Cultural celebrando os 29 anos do Centro Cultural José Octávio Guizzo reunindo pessoas e divulgando a rica identidade sul-mato-grossense. A participação é livre e o evento é gratuito.

O evento contará com a participação da Colônia Paraguaia Danças Folclóricas, da Orquestra Camerata Violeira, do músico Lucas Brandão e uma intervenção do artista plástico Galvão Pretto. A apresentação fica por conta de Leandro Faria. Além dos artistas convidados, o Sarau abre espaço também para intervenções do público.

A Colônia Paraguaia Danças Folclóricas é ligada ao Ponto de Cultura Colônia Paraguaia de Campo Grande e tem como objetivo manter e divulgar a cultura do país vizinho. Apresentará ao público coreografias ligadas ao folclore paraguaio, que se faz muito forte no estado. Recebe orientações do Mestre Zenon Sanabria Fretes, coreógrafo e dançarino de Concepcíon que vem duas vezes ao mês à capital prestar essa assessoria.

A Orquestra Camerata Violeira é um encontro entre a raiz e o erudito, que, pelo sincretismo e qualidade das fontes, resultou em uma linguagem original, inspirada pelas mais diversas vertentes da música brasileira. O grupo evoca a cultura sul-mato-grossense unificando fronteiras entre as variadas tendências musicais. Patrocinada pelo Fundo de Investimentos Culturais, é o resultado de oficinas de viola caipira, acordeom, violino, violoncelo, contrabaixo acústico, sax e teoria musical.

Galvão Pretto é artista plástico. Estudou Pintura, Cenografia, Artes Plásticas e Modelagem na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Já coordenou pela Fundação de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul os projetos: Salão de Artes Visuais de Mato Grosso do Sul, Espelho das Artes Plásticas, Território Ocupado e Projeto 3D, além das atividades do Núcleo de Artes Visuais.

Lucas Brandão divide sua carreira musical entre a Bossa Nova e o Violão Erudito. É professor de Música em projetos sociais (Instituto Musical Chico Xavier e Educandário Getulio Vargas) e também atua como baixista do grupo de Samba Rock Maria Mulata. Compositor desde os 15 anos, possui um repertório de 12 canções autorais em estilo Bossa Nova. Em 2009 começou atuar como músico em bares da capital. Há pouco mais de um ano Lucas tem participado de diversos eventos e da cena cultural de Campo Grande, como o Sarobá e o projeto Sound.Art.

O Sarau Cultural vem se fortalecendo a cada mês e ganhando espaço na noite campo-grandense, sempre na primeira terça-feira do mês, durante duas horas, das 19 às 21 horas. Intervenções de música, poesia, dança e teatro se espalham nas instalações do Centro Cultural apresentando a produção de artistas locais e visitantes com o intuito de mostrar e trocar experiências nas variadas artes.

Serviço
Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica localizado na rua 26 de Agosto, 453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Geral
Dupla detalha assassinato de diarista: “Tiramos a pele do rosto com a faca”
Saúde
Após ser atropelado por idoso embriagado, rapaz precisa de doação de sangue na capital
Polícia
Após ouvir barulho, morador encontra homem baleado em frente de casa
Educação
Bolsonaro nomeia Marcelo Turine como reitor da UFMS