Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Cultura

Show de Ney Mato Grosso promete surpreender o público

28 julho 2011 - 11h24Rodrigo Ostemberg

Ney Mato Grosso é o grande homenageado do Festival de Bonito este ano. O artista, que completa 38 anos de carreira, nasceu em Bela Vista e se consagrou nos palcos do Brasil e exterior por seu irreverente talento. Sua capacidade de dançar, cantar e interpretar faz de seus shows um grande espetáculo. Segundo o artista, "tudo está presente: teatro, luz e música".

Hoje, às 20h, na Praça do Festival, ele apresenta o repertório de seu último trabalho intitulado Beijo Bandido Ao vivo, lançado este ano, e promete surpreender o público. "O show é muito mais performático que o DVD", promete Ney.

Infância

Ney de Souza Pereira nasceu em Bela Vista, onde viveu até os dois anos de idade. Depois de Mato Grosso do Sul morou em outros três estados, retornando aos 13 anos, quando a família se fixou em Campo Grande, onde morou até completar 17 anos.

A influência de sua terra natal pode ser percebida na relação com a natureza e os traços indígenas presente em seu trabalho. "Já pensei em fazer um projeto com repertório sobre esta área de fronteira", comenta o artista, que já gravou músicas da cantora sul-mato-grossense Alzira Espíndola e diz que admira o trabalho de outro membro da mesma família, Gerry Espíndola.

Maturidade

Perto de completar 70 anos, o artista não sente que envelheceu. "Amadureci. Hoje sou menos ansioso", admite ele. "Minha cabeça continua como era: cheia de planos". O cantor diz que continua entusiasmado com a carreira e a vida. "Não sou saudoso de nada", comenta. E afirma que continuará surpreendendo seus fãs: "Esperem ainda muitas loucuras de minha parte".

Trabalhos

Na trajetória do artista, iniciada em 1973, somam-se 21 discos gravados, participação em quatro peças teatrais, seis filmes e quatro documentários entre outros projetos. Seu último trabalho cinematográfico foi no documentário DZ Croquetes (2009), com direção de Tatiana Issa e Raphael Alvarez. No mesmo ano, teve participação especial em Alô, Alô Terezinha, dirigido por Nelson Hoineff.

Os ingressos para o show são vendidos a R$ 12, a meia-entrada custa R$ 6.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
SBT deixará de exibir Chaves após 36 anos
Cultura
Casa da Criança Peniel fará Live Cultural Solidária nesta quarta
Cultura
Andrea Paes Leme é nova secretária adjunta da Cultura
Cultura
Almir Sater promove Live Pantaneiros do Bem
Cultura
Bandas do MS transmitirão na capital live 'Mundial do Rock'
Cultura
Nostalgia: Autocine retorna neste domingo com entrada franca
Cultura
O desespero do entretenimento
Cultura
Banda V12 e DJ Marcelo Natureza farão Live nesta quinta
Cultura
V12 divulga set de músicas da live de quinta feira
Cultura
Banda V12 e DJ Marcelo Natureza farão Live com clássicos do Pop Rock

Mais Lidas

Opinião
Para sair do lockdown tributário
Saúde
Coronavírus mata mais 23 pessoas em MS, sendo 12 na capital
Polícia
Dezenas de fuzis, pistolas e carregadores foram apreendidos pela PRF
Cidade
Após demissões e terceirização, sindicato protesta contra Energisa