Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Cultura

Som da concha reúne talentos femininos

25 março 2012 - 12h48Reprodução

Neste sábado (25) a partir das 17h30, será realizada mais uma edição do Som da Concha, projeto que apresenta músicos regionais a cada duas semanas na concha acústica Helena Meirelles. Hoje, os shows são em homenagem ao mês das mulheres, com a participação da cantora de Dourados, AliceA, e do grupo de samba campograndense, Sampri.

De acordo com o site do jornal de Dourados O Progresso, AliceA aprendeu a cantar e tocar violão ainda pequena, com o auxílio do irmão. Sua vida artística teve início aos 18 anos, quando começou a tocar profissionalmente em bares. Seu grande trunfo foi a participação no “I Prêmio Divas da Música Brasileira”, em 2010. A premiação foi criada para homenagear divas da Música Popular Brasileira (MPB), como Dóris Monteiro, Alaíde Costa e Ademilde Fonseca. Dentre mais de 2 mil candidatas de todo o país, Alice A ficou entre as três finalistas.

Essas apresentações fizeram com que AliceA seguisse o conselho de um dos jurados do prêmio Divas, o músico Charles Gavin (Titãs). Ele recomendou um trabalho de pesquisa em música em Mato Grosso do Sul, para distinguir melhor a essência da musicalidade de seu próprio Estado.

A partir dessa pesquisa, AliceA passou a conhecer melhor os cantores e compositores sul-mato-grossenses, como Helena Meirelles, Almir Sater, Maciel Correia, Dino Rocha, Tetê, Alzira, Geraldo e toda a família Espíndola, referência, segundo ela, da música de Mato Grosso do Sul no Brasil. A partir daí surgiram vários convites profissionais em todo o Estado e uma apresentação no 12º Festival de Inverno de Bonito, em 2011.

Já o Sampri, foi criado em 2002 a partir de uma roda de samba de fundo de quintal. Da conversa calorosa e da batucada intimista veio a ideia de formar um grupo.

Na época em que foi fundado, era composto por 05 integrantes: todas mulheres. Ao longo de sua existência, o grupo mudou de repertório, de preferências musicais e também sua própria formação.

A partir de 2005, Sampri segue sua trajetória com 03 integrantes - Magally, Luciana e Renatinha -, que persistem desde a primeira formação, e contam com mais dois percussionistas para acompanhá-las.

Serviço
Dia 25, 17h30
Local: Concha Acústica Helena Meirelles, no Parque das Nações Indígenas
Entrada franca

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Palco Itinereante do Arte no Meu Bairro recebe credenciamento até 2020
Cultura
Arte no Meu Bairro vai ao Jardim Itamaracá
Cultura
Fundação da Cultura analisa demandas para o Estado
Cultura
Amazon para de vender livros de "cura gay"
Cultura
Show do Roupa Nova terá tributo a Simon e Garfunkel
Cultura
Com previsão de R$ 15 mi, edital Rumos 2019 é lançado para artistas de todo Brasil
Cultura
Relógio da Estação Ferroviária será reativado na Calógeras
Cultura
Cineasta vai à Câmara e cobra investimentos na cultura da capital
Cultura
Reviva Cultura levará desfile, música, dança e teatro para a nova 14 de julho
Cultura
Quarta Cultural tem Os Filhos de Campo Grande

Mais Lidas

Cidade
Mais dois radares na Afonso Pena começam a multar
Internacional
Tragédia – Incêndio em escola mata 263 alunos e 2 professores
Polícia
Homem é assassinado com facada no pescoço
Polícia
Assassino de Ronaldo assume quatro homicídios da década de 80