Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Cultura

Tradicional, tereré vira patrimônio imaterial em Mato Grosso do Sul

01 abril 2011 - 08h55
Tradicional em Mato Grosso do Sul, o tereré virou patrimônio histórico e cultural do Estado. Hoje, foi publicado o decreto do governador André Puccinellli (PMDB) determinando que o tereré de Ponta Porã seja registrado no Livro de Registro dos Saberes, onde são inscritos conhecimentos e modos de fazer enraizados no cotidiano das comunidades. No ano passado, o Conselho Estadual de Cultura havia aprovado o registro da bebida - que mistura água e erva mate, com complementos como hortelã e limão - como bem imaterial. O pedido partiu da prefeitura de Ponta Porã, conhecida como "Princesinha dos Ervais" por ter a história ligada ao ciclo da Erva-Mate. O processo de registro de patrimônio imaterial lembra que o tereré é uma tradição passada por gerações e que a "roda" elimina diferenças sociais e promove interação. Com o registro, o Estado passa a tomar medidas para salvaguardar o patrimônio, como promoção de eventos e divulgação. Um exemplo de bem imaterial é o Banho de São João, em Corumbá. Fonte: CG News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cultura
Acontece hoje a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS
Cultura
Feira Central “ressuscita” apresentações musicais nesta quinta
Cultura
Júlio Cocielo se tornou réu na Justiça de São Paulo sob acusação de racismo
Cultura
"Posso ver meus filhos novamente" diz Wesley Safadão após resultado negativo do exame da covid-19
Cultura
Toots Hibbert, a lenda do reggae, morre aos 77 anos na Jamaica
Cultura
Lives: Maiara e Maraísa e Marcos e Belutti agitam esta sexta
Cultura
DJ Danilo Bachega comemora 25 anos de carreira com remix de Lulu Santos
Cultura
Jads e Jadson fazem live hoje
Cultura
Autocine deste domingo tem atração para criançada e com “A raposa má”
Cultura
Carnaval de Corumbá entra para o calendário oficial de MS

Mais Lidas

Polícia
Iagro aprende 120 cabeças de gado e documentação falsa
Polícia
Operação contra o jogo do bicho vaza e é antecipada
Polícia
No Pernambuco, bandido usa nome de campo-granense para comprar celular
Justiça
McDonalds indeniza cliente em R$ 10 mil por produto vencido