Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Anac autoriza retomada das obras do aeroporto de Três Lagoas

01 julho 2011 - 12h44Divulgação

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou hoje (01/07) o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul a retomar as obras do aeródromo de Três Lagoas. O ofício 26/2011, endereçado à Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes, foi redigido após conversa do deputado federal Giroto (PR-MS) com o diretor de infraestrutura Aeroportuária, Rubens Carlos Vieira.

Em 2009, foi autorizado o início das obras de adequação de cerca de proteção, instalação de balizamento noturno da pista e pátio de manobras, alargamento de pista e implantação dos Serviços de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndio em Aeródromos Civis (Sescinc) no aeroporto

Entretanto, a obra ficou parada em virtude da falta de definição de órgão federal que ficaria responsável por administrar os recursos da União, já que o Governo Federal definiu que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) acompanharia a execução da obra, depois transferiu a responsabilidade para o Ministério da Defesa e agora devolveu este compromisso à Anac, por isso foi emitida hoje a autorização.

O diretor da Agência, Rubens Vieira, afirma no documento que "faz-se necessário que a Secretaria de Obras Públicas e de Transportes do Estado do Mato Grosso do Sul realize uma nova licitação para contratar empresa que assegurará a continuidade e a consecução da obra já iniciada no aeródromo de Três Lagoas".

Desta maneira, o Governo do Estado pode retomar a obra de R$ 2,6 milhões no aeroporto Plínio Alarcon, de Três Lagoas, que possibilitará o pouso e decolagem de vôos comerciais regulares.

"Os vôos regulares serão importantes para atender o fluxo de aeronaves que deve crescer nos próximos anos com a instalação de empresas em Três Lagoas e região", afirmou o parlamentar sul-mato-grossense, ressaltando que a demanda vai crescer em virtude da instalação da fábrica de fertilizantes da Petrobrás, da fábrica de celulose, de siderúrgica e da empresa Fibria. Três empresas aéreas já manifestaram interesse em operar no município: Azul, Trip e Passaredo.

O sub-secretário de Representação do Estado de Mato Grosso do Sul no Distrito Federal, Luiz Fernando dos Santos, também participou da reunião na Anac.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Seguro facultativo garante benefícios a quem não exerce atividade remunerada
Economia
Acima de R$ 4,12, dólar fecha no maior valor em quase um ano
Economia
Julho registra abertura de 43,8 mil postos de trabalho
Economia
Ministério da Economia corta despesas para garantir serviços essenciais
Economia
Bolsonaro diz que vai ouvir Guedes sobre novo imposto
Economia
Aumento na conta de luz pressiona inflação para os mais pobres
Economia
Financiamento imobiliário com taxas diferenciadas é anunciado pelo BB
Economia
Índice de confiança do empresário tem alta pelo 3º mês seguido
Economia
Fiems apresenta aos militares do exército potencial econômico de MS
Economia
Coaf muda para o Banco Central

Mais Lidas

Geral
Mulher tem dedo amputado enquanto fazia compras
Fim de Semana
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Campo Grande neste domingo
Geral
Rally dos Sertões continua neste sábado com ação social e show
Clima
Chuva deve chegar só em setembro