Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Bancários decidem nesta segunda se acabam com greve

17 outubro 2011 - 09h15Tatiane Queiroz

Os bancários de todo o país decidem hoje (17), em assembléias marcadas para as 18 horas, se acabam com a greve, que vai completar 21 dias. Na última sexta-feira (14) os representantes dos trabalhadores e a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) chegaram a um acordo para encerrar o movimento.

A proposta prevê reajuste salarial de 9%, que inclui a inflação dos últimos 12 meses até setembro último mais 1,5% de aumento real, além de outras melhorias financeiras. Na reunião de sexta, também foi proposta a valorização do piso com correção de 12%. Com isso, ele passará para R$ 1400. Ficou acertada também uma elevação do percentual para o cálculo da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Além de concordar em não descontar os dias parados, os representantes dos banqueiros assumiram o compromisso informal de ampliar o número de vagas nas agências.

A greve dos bancários deste ano é a mais longa da categoria desde 2004. Na última sexta-feira (15) das 146 agências de Campo Grande e região 82 ficaram fechadas.

No comunicado, a Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), informou ainda que foram obtidas outras conquistas, como a proibição de que seja divulgado rankings individuais dos funcionários, o que permite coibir a cobrança das metas abusivas. Os dias parados deverão ser compensados com a extensão de duas horas nas jornadas até o próximo dia 15 de dezembro.

De acordo com a Presidente dos Sindicatos dos Bancários em Campo Grande e região, Iaci Torres, a assembléia na capital está marcada para 18h30. Conforme Iaci, a indicação do comando é que seja acatada a proposta.

Já a greve dos bancários em Dourados e região se mantêm com 100% de adesão, de acordo com o Presidente do Sindicato dos Bancários Raul Verão. A base do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região é composta pelos municípios de Dourados, Caarapó, Juti, Fátima do Sul, Vicentina, Jateí, Glória de Dourados, Deodápolis, Itaporã, Douradina, Rio Brilhante, Nova Alvorada do Sul e Maracaju.

A assembléia de Dourados está marcada para 17h30. O presidente Raul disse que a orientação do sindicato é para aceitar a proposta. "No oitavo ano consecutivo nós conseguimos reajuste real acima da inflação do período", comemora Raul.

Segundo ele, a luta não é apenas por aumento salarial, mas por condições de trabalho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Cai 2,9 pontos em maio o Índice de Confiança do Consumidor
Economia
Mega-Sena pode pagar 12 milhões nesta quarta-feira
Economia
No “Dia Livre de Impostos”, capital terá cerveja com metade do preço
Economia
MS é líder do ranking nacional de exportação de tilápia
Economia
Preço do diesel dispara e ultrapassa patamar da greve dos caminhoneiros em 2018
Economia
Comerciamentes venderão produtos sem impostos em feirão nacional
Economia
Governo anunciará bloqueio temporário de verbas na quarta-feira
Economia
Concen e Energisa cadastram famílias na Tarifa Social neste sábado
Economia
Guedes prevê "um outro país" após reforma da Previdência
Economia
Dólar segue em alta cotado a R$ 4,087

Mais Lidas

Cidade
Restaurante Bamboo Sushi é autuado por cobrança excessiva
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Geral
Ciclista tem a cabeça esmagada por carreta em acidente
Geral
Marginal usa OLX para aplicar golpe com WhatsApp de anunciante