Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Sebrae
Economia

Brics abrem novo ciclo com banco e fundo de reservas

09 julho 2014 - 11h12Via Terra
Os países que integram o Brics iniciarão um novo ciclo de sua história com a criação de um banco de fomento próprio e de um fundo de reservas, durante a cúpula de líderes que acontecerá na próxima terça-feira em Fortaleza. "Desde o surgimento dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) em 2009 o diálogo do grupo ganhou em profundidade e extensão, mas agora abrimos um novo ciclo com a criação de dois mecanismos financeiros próprios", disse nessa terça-feira o subsecretário político do Itamaraty, José Alfredo Graça Lima, em entrevista coletiva no Rio de Janeiro.

O Banco de Desenvolvimento dos Brics, como tem sido chamado, será um órgão de fomento para financiar projetos de infraestrutura em países em desenvolvimento, e o Acordo de Reservas de Contingência (CRA), uma espécie de fundo de estabilização econômica para ajudar países em crises financeiras, serão formalizados na VI Cúpula dos líderes dos Brics. Os dois mecanismos serão o principal resultado do encontro entre os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff; da China, Xi Jinping; da Rússia, Vladimir Putin, e da África do Sul, Jacob Zuma, e do primeiro-ministro da Índia, Nerenda Modri.

O banco de fomento terá inicialmente capital de US$ 50 bilhões, US$ 10 bilhões investidos de cada país, destinados ao financiamento de projetos de infraestrutura e para o desenvolvimento dos Brics, assim como de outros países em desenvolvimento, explicou Graça Lima. O fundo de reservas, que poderá ser utilizado pelos membros do Brics em "contingências financeiras", será dotado de US$ 100 bilhões.

Segundo Graça Lima, o primeiro será um "espelho" do Banco Mundial e o fundo de reservas do Fundo Monetário Internacional (FMI), mas ressaltou que os Brics não buscam competir com estes órgãos multilaterais, mas complementá-los. "A criação é uma resposta à falta de acordos para democratizar o Banco Mundial e o FMI, mas não só isso. É também uma demonstração da capacidade dos Brics, de que não dependem dos grandes organismos multilaterais", disse.

O diplomata brasileiro explicou que os dois mecanismos são os maiores instrumentos e instituições até agora estipulados pelo Brics dentre as 30 áreas de cooperação em que trabalham há cinco anos. Ele admitiu que, apesar desses avanços, o Brics continua limitado a um fórum de articulação política integrado por países diferentes, com interesses às vezes contraditórios e posições eventualmente conflitantes.

"É mais fácil definir o Brics pelo que não é do que pelo que é. O Brics não é uma organização internacional, não é uma área de livre-comércio, não é uma união aduaneira, mas é um espaço que se mostrou muito útil para os cinco integrantes", afirmou. "É um fórum que serviu para que os cinco países se conheçam melhor e para pressionar por uma nova ordem internacional e uma nova governança nas organizações multilaterais", afirmou.

Segundo Graça Lima, após ter nascido como um acrônimo, o Brics evoluiu política e economicamente, e serviu para permitir aos países emergentes conquistar mais influência na direção política internacional.
Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em abril podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em março podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Beneficiários com NIS final 0 recebem auxílio emergencial
Economia
MS tem alto índice de geração de empregos
Economia
Nascidos em dezembro recebem primeira parcela do auxílio emergencial
Economia
Auxílio emergencial é pago para nascidos em novembro
Economia
Rio Verde de MT terá ponte que ligará BR a núcleo industrial do município
Economia
Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em outubro

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio