Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Cai número de cheques devolvidos por falta de fundos

20 outubro 2011 - 13h20Divulgação

O número de cheques devolvidos no país por falta de fundos caiu de 1,88%, em agosto, para 1,82%, em setembro, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a proporção foi maior. De um total de 91,4 milhões de documentos compensados, em 2010, 1,59% foi devolvido.

De acordo com os economistas da Serasa, para chegar ao Natal com melhores condições de consumo, o consumidor está evitando novas dívidas, incluindo o parcelamento com cheque pré-datado.

De janeiro a setembro deste ano de um total de 761,8 milhões de cheques compensados, 1,92% não tinha fundos. Esse percentual superou o registrado em igual período do ano passado. Em 2010, de um total de 839 milhões de cheques emitidos, 1,80% foram devolvidos.

No acumulado deste ano, o estado de Roraima foi o que apresentou a maior taxa 11,87%. Já a menor variação foi constatada em São Paulo (1,45%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Seguro facultativo garante benefícios a quem não exerce atividade remunerada
Economia
Acima de R$ 4,12, dólar fecha no maior valor em quase um ano
Economia
Julho registra abertura de 43,8 mil postos de trabalho
Economia
Ministério da Economia corta despesas para garantir serviços essenciais
Economia
Bolsonaro diz que vai ouvir Guedes sobre novo imposto
Economia
Aumento na conta de luz pressiona inflação para os mais pobres
Economia
Financiamento imobiliário com taxas diferenciadas é anunciado pelo BB
Economia
Índice de confiança do empresário tem alta pelo 3º mês seguido
Economia
Fiems apresenta aos militares do exército potencial econômico de MS
Economia
Coaf muda para o Banco Central

Mais Lidas

Geral
Mulher tem dedo amputado enquanto fazia compras
Fim de Semana
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Campo Grande neste domingo
Geral
Rally dos Sertões continua neste sábado com ação social e show
Clima
Chuva deve chegar só em setembro