Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Cai número de cheques devolvidos por falta de fundos

20 outubro 2011 - 13h20Divulgação

O número de cheques devolvidos no país por falta de fundos caiu de 1,88%, em agosto, para 1,82%, em setembro, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a proporção foi maior. De um total de 91,4 milhões de documentos compensados, em 2010, 1,59% foi devolvido.

De acordo com os economistas da Serasa, para chegar ao Natal com melhores condições de consumo, o consumidor está evitando novas dívidas, incluindo o parcelamento com cheque pré-datado.

De janeiro a setembro deste ano de um total de 761,8 milhões de cheques compensados, 1,92% não tinha fundos. Esse percentual superou o registrado em igual período do ano passado. Em 2010, de um total de 839 milhões de cheques emitidos, 1,80% foram devolvidos.

No acumulado deste ano, o estado de Roraima foi o que apresentou a maior taxa 11,87%. Já a menor variação foi constatada em São Paulo (1,45%).

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Cai 2,9 pontos em maio o Índice de Confiança do Consumidor
Economia
Mega-Sena pode pagar 12 milhões nesta quarta-feira
Economia
No “Dia Livre de Impostos”, capital terá cerveja com metade do preço
Economia
MS é líder do ranking nacional de exportação de tilápia
Economia
Preço do diesel dispara e ultrapassa patamar da greve dos caminhoneiros em 2018
Economia
Comerciamentes venderão produtos sem impostos em feirão nacional
Economia
Governo anunciará bloqueio temporário de verbas na quarta-feira
Economia
Concen e Energisa cadastram famílias na Tarifa Social neste sábado
Economia
Guedes prevê "um outro país" após reforma da Previdência
Economia
Dólar segue em alta cotado a R$ 4,087

Mais Lidas

Geral
Bosque dos Ipês terá exposição de animais marinhos de dez metros
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Clima
Temperatura volta a cair nesta quarta-feira, em Mato Grosso do Sul
Polícia
Massacre deixa seis mortos na fronteira