Menu
Busca segunda, 25 de março de 2019
(67) 99647-9098
TJMS março-19
Economia

Cai número de cheques devolvidos por falta de fundos

20 outubro 2011 - 13h20Divulgação

O número de cheques devolvidos no país por falta de fundos caiu de 1,88%, em agosto, para 1,82%, em setembro, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a proporção foi maior. De um total de 91,4 milhões de documentos compensados, em 2010, 1,59% foi devolvido.

De acordo com os economistas da Serasa, para chegar ao Natal com melhores condições de consumo, o consumidor está evitando novas dívidas, incluindo o parcelamento com cheque pré-datado.

De janeiro a setembro deste ano de um total de 761,8 milhões de cheques compensados, 1,92% não tinha fundos. Esse percentual superou o registrado em igual período do ano passado. Em 2010, de um total de 839 milhões de cheques emitidos, 1,80% foram devolvidos.

No acumulado deste ano, o estado de Roraima foi o que apresentou a maior taxa 11,87%. Já a menor variação foi constatada em São Paulo (1,45%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Projeção de crescimento da economia é reduzida
Geral
Porto Murtinho se tornará o maior polo exportador de MS
Economia
Dólar sobe 2,69% e está cotada a R$ 3,902
Economia
Universidade auxilia contribuintes na declaração do Imposto de Renda
Economia
Aneel quita empréstimo a distribuidoras e luz terá redução de 3,7% em média
Economia
Mega-Sena pode pagar prêmio R$ 11 milhões neste sábado
Economia
Em MS, indústrias de chocolate esperam aumentar faturamento em 10% na Páscoa
Economia
Dólar sobe e fecha a R$ 3,848; Bolsa cai após recorde
Economia
Bolsa bate recorde e dólar fecha quase estável
Economia
Ministro da Cidadania confirma 13º salário do Bolsa Família

Mais Lidas

Polícia
Imagem Forte - Homem é executado com mais de 20 disparos em Ponta Porã
Política
Vídeo - Deputado apanha de vereador e sai machucado
Saúde
Ministério da Saúde faz campanha de alerta sobre tuberculose
Brasil
Diretor Domingos Oliveira morre aos 83 anos no Rio