Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Cai preço da gasolina para R$ 2,64 em Campo Grande

21 maio 2011 - 08h32Arquivo

Nos últimos trinta dias, o preço do litro da gasolina teve redução de mais de R$ 0,30 em Campo Grande. Em abril, a alta do preço atingiu o pico e o combustível chegou a custar R$ 3,11. Depois de reação do governo federal e protesto de consumidores, o litro da gasolina já é encontrado a R$ 2,64.

O valor foi verificado num posto da avenida Via Parque. No cruzamento da avenida Mato Grosso com a Ceará, outro posto comercializa a gasolina a R$ 2,68.

Gerente de um posto de combustíveis localizado na avenida Afonso Pena, esquina com a 13 de Maio, Militão Pires explica que o preço praticado pelas distribuidoras voltou ao patamar do começo do ano.

“Em janeiro, o posto pagava R$ 2,34 pelo litro da gasolina. Em abril, o preço já era de R$ 2,63”, relata. A redução acarreta reação em cadeia, exigindo mudanças constantes no painel de preços. “Ontem de manhã a gasolina custava R$ 2,79 e de tarde abaixou para R$ 2,75. Hoje de manhã passou para R$ 2,69”, afirma.

No dia 12 de maio, a Petrobras Distribuidora (BR) assinou portaria estabelecendo a diminuição média de 6% no preço da gasolina e em 13% o do etanol vendidos nos postos de combustíveis do país.

A medida do Ministério de Minas e Energia também esperava pressionar as outras bandeiras de postos a reduzir os preços. Nas ruas, a concorrência ainda pratica preços maiores. Na avenida Afonso Pena, próximo à prefeitura de Campo Grande, um posto da Texaco vende a gasolina por R$ 2,85 neste sábado.

No bolso

O alívio nos preço da gasolina já se fez sentir no bolso dos motoristas. “Já deu para sentir a diminuição do preço. Depois do aumento do último mês, parei até de encher o tanque”, afirma a vendedora Vanessa Sena, de 26 anos.

Ela conta que não costuma fazer pesquisa de preços, preferindo abastecer o veículo sempre no posto mais próximo. “Se ficar rodando a cidade pesquisando preço, acaba gastando mais combustível”.

Já o encanador Nelson Ismael, de 57 anos, relata que percebeu redução de até R$ 0,40 no preço do litro da gasolina. “Mas ainda está caro”. Ele utiliza o carro para trabalhar. “É uma despesa que consome grande parte do meu orçamento”, salienta.

No início de maio, consumidores fizeram protesto contra o preço da gasolina em Campo Grande. A iniciativa foi organizada a partir das redes sociais.

Pesquisa

Divulgada ontem, pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) encontrou preço médio de R$ 2,793 para o litro da gasolina em Campo Grande. O preço médio do álcool foi de R$ 2,086. Os dados foram coletados nos último dias 17 e 18.

Conforme a pesquisa, o etanol mais barato foi encontrado na saída para Três Lagoas, com o valor de R$ 1,849. Neste preço, abastecer com álcool já é mais vantajoso.

Com informações do jornal Campo Grande News.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Fiems e Banco do Brasil anunciam linha de crédito emergencial para empresários
Economia
Procon encontra variações de até 897% nos preços de produtos de inverno
Economia
Produção de petróleo em maio caiu devido pandemia
Economia
AO VIVO - Entidades orientam empresário a obter empréstimos de emergência
Economia
Crédito emergencial para empresas será anunciado nesta quarta
Economia
Ações de cobrança são prorrogadas até 31 de julho pela Receita
Economia
Hoje tem pagamento do auxílio emergencial; veja se você recebe
Economia
Após anunciar prorrogação do Auxílio, Bolsonaro fala em harmonia entre Poderes
Economia
Ao vivo: Governo anuncia prorrogação do auxílio emergencial
Economia
Riedel apresenta plano para enfrentar nova fase da pandemia em MS

Mais Lidas

Polícia
Após assediar jovem, perseguidor do Sedan prata é liberado pela polícia
Geral
"Crianças estão imunes ao coronavírus", diz Marcelo Crivella
Política
Ministério da Segurança ainda pode ser recriado pelo Governo
Cidade
Confira o itinerário de fumacê contra o Aedes Aegypti em oito bairros