Menu
Menu
Busca quarta, 24 de julho de 2024
Secovi - Julho24
Economia

Em novembro, Campo grande registrou a maior deflação entre capitais

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o percentual ficou em -0,31%

09 dezembro 2018 - 11h19Da Redação com Assessoria

Campo Grande registrou em novembro a terceira maior queda de preços – deflação, entre as capitais brasileiras. Segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta sexta (7), o percentual ficou em -0,31%, o mesmo registrado em Aracaju (SE) e Salvador (BA).

Registram retrações ainda maiores de preços somente Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com -,042% e Brasília, no Distrito Federal, com -0,43%. O índice nacional ficou em -0,21%.

Segundo o IBGE, a deflação em Campo Grande foi causado por reduções de preços em três grupos de produtos: habitação, com -1,23%, saúde e cuidados pessoais, com -1,01% e transportes, com -0,44%.

Na habitação, a redução mais expressiva foi no valor da energia elétrica residencial, -4,72%. Conforme o IBGE, a queda foi motivada pela mudança na bandeira tarifária. Em novembro, passou a vigorar a bandeira amarela, com a cobrança adicional de R$ 0,01 para cada kwh consumido. Em outubro, a cobrança adicional era de R$ 0,05 por kwh consumido.

Já no grupo saúde e cuidados pessoais ocorreram quedas de preços em vários cosméticos. Os produtos para a pele, por exemplo, contabilizaram -11,64% de retração enquanto que os artigos de maquiagem sofreram redução -11,59%.

Por sua vez, o segmento de transportes foi impactado positivamente por uma redução no preço das passagens aéreas, -6,46%. Outra variação negativa de valores foi da gasolina, -1,48%.

Os outros seis grupos de produtos que o IBGE acompanha para calcular a inflação tiveram altas de preços em novembro na capital sul-mato-grossense. Artigos de residência, 0,36%; Despesas Pessoais, 0,23%; Alimentação e Bebidas, 0,18%; Educação 0,08%; Vestuário, 0,06% e Comunicação, 0,03%.

Reportar Erro
Digix - Julho24

Deixe seu Comentário

Leia Também

Shopee
Economia
AliExpress e Shopee passarão a cobrar taxa em compras de US$ 50 a partir de sábado
MS teve aumento de 55% nos abates bovinos em 2024, aponta Novilho Precoce
Economia
MS teve aumento de 55% nos abates bovinos em 2024, aponta Novilho Precoce
Novo Bolsa Família
Economia
Beneficiários do NIS final 4 recebem parcela do Bolsa Família nesta terça
Banco Central faz ajustes para aperfeiçoar segurança do Pix
Economia
Banco Central anuncia ajustes para aperfeiçoar segurança do Pix
Foto: Denise Luna/Estadão
Economia
Intenção de consumo das famílias cresce em julho na Capital
Novo Bolsa Família
Economia
Bolsa Família é paga para beneficiários do NIS final 3 nesta segunda
Ministério da Fazenda
Economia
Orçamento de 2024: congelamento de R$ 15 bi será oficializado nesta segunda
Após suspeitas, Ministério da Agricultura descarta novos casos de doença aviária no RS
Economia
Após suspeitas, Ministério da Agricultura descarta novos casos de doença aviária no RS
País suspendeu exportações de carnes de aves e seus produtos
Economia
Brasil suspende exportações de carne de aves após foco de doença no RS
Novo Bolsa Família do Governo Federal
Economia
Parcela do Bolsa Família é paga para beneficiários do NIS final 2 nesta sexta

Mais Lidas

Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital
Kauã morreu horas após dar entrada no hospital
Polícia
Adolescente esfaqueado pela própria mãe morre em hospital de Campo Grande
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Educação
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Lulu Oliveira
Comportamento
Aos 41 anos, Lulu Oliveira representará MS no Miss Universo Brasil 2024