Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Cheque sem fundo sobe 27% e Fecomércio MS recomenda cautela

21 abril 2011 - 08h32Arquivo

O número de cheques devolvidos por falta de fundos em Mato Grosso do Sul no mês de março atingiu o maior nível do ano, segundo dados do Banco Central do Brasil. O nível de inadimplência, que vinha se mantendo abaixo dos 7%, em março saltou a 8% dos cheques transitados.

“Os comerciantes precisam ser cautelosos na checagem de cadastro antes de receber os cheques”, alerta o presidente da Fecomércio MS (Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul), Edison Ferreira de Araújo.

Ele lembra que o mês de fevereiro foi de menor movimentação e também tem menos dias mas, ainda assim, o número de cheques devolvidos em março é alto. São 121 mil lâminas, número 27,1% maior que de fevereiro e 35% a mais que no mês de janeiro.

Outro dado que preocupa é que o valor médio do cheque sem fundo aumentou 3,5% no mês passado em relação ao anterior, passou de R$ 1.488,44 a R$ 1.540,49.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Governo anuncia Renda Cidadã, substituto do Bolsa Família
Economia
Nascidos em outubro e novembro recebem nova parcela do auxílio
Economia
Mega-Sena deve pagar R$ 50 milhões neste sábado
Economia
Abertura da fronteira depende de Bolsonaro
Economia
Sebrae lança cartilha para estimular debate do empreendedorismo na campanha
Economia
Caixa deposita auxílio para 4 milhões de brasileiros hoje
Economia
Beneficiários do Bolsa Família recebem hoje parcela de R$ 300 do auxílio
Economia
Vídeo mostra protesto em Pedro Juan
Economia
FGTS está na conta dos trabalhadores nascidos em dezembro
Economia
Nascidos em julho recebem auxílio hoje e poderão sacar em outubro

Mais Lidas

Geral
MP e Fiems unem-se contra compra de votos
Entrevista
Eleições 2020: Márcio Fernandes estará ao vivo no JD1 nesta terça
Polícia
Jovem morre após ser atropelado por ônibus
Polícia
Mega busca nas margens da BR-163 para encontrar assaltantes