Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Economia

Com simplificação no processo, MS bate recorde em abertura de negócios

Campo Grande liderou entre os municípios com a abertura de 2.8 mil empresas

18 janeiro 2020 - 13h46Jônathas Padilha, com informações da assessoria

A Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems) teve em 2019 o maior número de abertura de empresas nos últimos seis anos, com um registro 11,43% superior ao ano de 2018.

Em um ano com ações efetivas para a simplificação dos processos, a Jucems teve o seu melhor ano, com 7.087 novos empreendimentos nos últimos doze meses. As mudanças da Rede Sim e da Liberdade Econômica contribuíram para que os processos de abertura e fechamento de empresas no Estado sejam mais fáceis.

O presidente da Jucems, Augusto César Ferreira de Castro, falou sobre os principais ganhos, o registro automático, que corresponde a 50% da abertura de empresas, outro ganho foi a retirada da taxa para registro de extinção e a dispensa dos procedimentos de alvará para 287 atividades consideradas de baixo risco.

O secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, falou sobre a ação que despontou em 2019. “Tivemos grandes avanços em 2019 com a lei de Liberdade Econômica atuando na simplificação das juntas comerciais, e em 2020 queremos ampliar a integração de sistemas dos municípios com a Secretaria de Fazenda e a Jucems, assim como já ocorre com Campo Grande. Isso para que a gente consiga consolidar todos os princípios da liberdade econômica, criando um ambiente de negócio de abertura e fechamento de empresas mais favorável.”

O levantamento também mostrou que o setor de serviços se manteve como o principal segmento econômico, responsável por 62,9% das empresas abertas em 2019. Logo abaixo, o comércio com 32,6% e a indústria com 4,35%.

O setor de transporte de cargas, restaurantes, comércio de vestuário e construção de edifícios estão entre as principais atividades escolhidas no ano passado.

Na divisão por municípios, a Capital se tornou campeã em novas empresas, respondendo por 42% ou 3.005 novos Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), em seguida Dourados (11,2%), Três Lagoas (4,9%) e Ponta Porã (3,5%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Governo vai usar aplicativo para cadastro do auxílio de R$ 600
Economia
BC fará empréstimos visando injetar R$ 650 bi na economia
Economia
Prazo para pagamento das parcelas do FCO é prorrogado
Economia
Guedes conversa com Gilmar Mendes e deve acelerar pagamento dos R$ 600
Economia
Governo reduz contribuições pagas ao Sistema S por três meses
Economia
Desemprego sobe para 11,6% em fevereiro
Economia
Auxílio emergencial ainda não está disponível para saque
Economia
Guedes diz que prefere isolamento, mas que economia não aguenta dois meses parada
Economia
Servidores estaduais irão receber a partir desta terça-feira
Economia
Prazo para saque imediato de até R$ 998 do FGTS termina nesta terça

Mais Lidas

Geral
Ajude a encontrá-la: Letícia Praeiro sumiu há dois dias no Cohab
Justiça
Alexandre Magno comandará MP em MS
Geral
Uems realizará campanha de doações à famílias vulneráveis
Economia
Governo vai usar aplicativo para cadastro do auxílio de R$ 600