Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Economia

Dólar segue em alta cotado a R$ 4,087

A última vez em que a moeda tinha fechado acima de R$ 4 foi em 1º de outubro a R$ 4,018

17 maio 2019 - 11h35Priscilla Porangaba, com informações da Agência Brasil

O dólar segue em alta na manhã desta sexta (17), após fechar na quinta-feira (16) acima de R$ 4 pela primeira vez em quase oito meses. Por volta das 11h10, o dólar comercial estava cotado a R$ 4,087, em alta de 1,26%.

O principal índice das ações mais negociadas na B3, Ibovespa, também estava em alta de 0,48%, aos 90.453 pontos, às 11h20.

A moeda norte-americana voltou a subir e fechou vendida a R$ 4,037, uma alta de R$ 0,041 (1,01%) nessa quinta-feira (16).

A última vez em que a divisa tinha fechado acima de R$ 4 foi em 1º de outubro de 2018 a R$ 4,018. O dólar está no valor mais alto desde 28 de setembro, quando também valia R$ 4,037.

No mercado interno, os investidores estão cautelosos com os sinais de enfraquecimento da economia brasileira e com as incertezas com o andamento da reforma da Previdência. No exterior, a disputa comercial entre Estados Unidos e China está influenciando o mercado de países emergentes como o Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Saque-aniversário do FGTS para nascidos em maio e junho começa nesta segunda
Economia
Ações de crédito atingem quase R$ 1 trilhão, diz Febraban
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Economia
Caixa conclui pagamento da 1ª parcela do auxílio a novos aprovados
Economia
PIB brasileiro diminui e alcança 1,5% no 1º trimestre de 2020
Economia
Contas públicas têm resultado negativo em abril
Economia
Receita paga primeiro lote do Imposto de Renda nesta sexta-feira
É a primeira vez na história que o pagamento da restituição é feito no mês de maio
Economia
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
Economia
FCO libera $ 146,1 milhões para empreendimentos em MS
Economia
Conta de luz ficará "mais barata" até dezembro

Mais Lidas

Polícia
Família busca por homem que desapareceu no Rita Vieira
Brasil
Mandetta quer mudar ou sair de "quarentena"
Cidade
Grupo antifascista organiza protesto em Campo Grande
Geral
Mapa do Feminicídio é lançado nesta segunda e mostra dados alarmantes