Menu
Busca sábado, 18 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Economia

Expo-MS Industrial 2010 mostra as novas vocações do setor no Estado

22 maio 2010 - 00h58Divulgação
A Expo-MS Industrial 2010, que foi realizada pela Fiems de 18 a 22 de maio no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, serviu para que Mato Grosso do Sul encontrasse suas novas vocações. “Pela segunda vez realizamos a Expo-MS Industrial, que já é um símbolo de todo o desenvolvimento que vem transformando para melhor a vida de muita gente, porque gera mais emprego, renda e qualidade de vida”, reforçou Sérgio Longen, lembrando que em 2008, na primeira edição do evento, o setor contabilizava 8.311 indústrias e gerava 77 mil empregos, enquanto hoje são 9.125 empresas e um total de 104 mil empregos formais. Longen pontua que o atual perfil econômico, ancorado no crescimento dos segmentos de açúcar, álcool, energia de biomassa, papel e celulose, alimentos, minero-siderúrgico, vestuário e têxtil e cerâmico, projeta as potencialidades contemporâneas para um Mato Grosso do Sul mais moderno, com grandes pólos industriais, diversificação, eficiência logística, e inovação tecnológica. “A Expo-MS Industrial insere o conceito da diversidade da produção atual do setor, exibindo um amplo panorama do que se faz, produz e se transforma no território da indústria ativa”, disse. Nos cinco dias da Feira da Indústria foram realizadas palestras com personalidades de renome nacional, rodada internacional de negócios, capacitação empresarial e lançados dois pólos industriais nos municípios de Rio Verde (cerâmico) e Dourados (vestuário e têxtil), além da exposição de produtos de inovação do setor industrial. Também foram disponibilizados recursos para financiamentos para os empresários, como os do FCO (Fundo Constitucional do Centro Oeste), já que o Banco do Brasil disponibilizou R$ 170 milhões para as indústrias do Estado durante o evento. Na área das palestras, o jornalista Paulo Henrique Amorim falou sobre o cenário político-econômico e mercadológico, ressaltando que Mato Grosso do Sul passa por um processo acelerado de desenvolvimento industrial. “É impressionante confirmar que o PIB industrial lidera em 16 municípios e que será por aqui que o Brasil estará ligado ao Pacífico e ao mercado Asiático, será um novo continente cuja capital poderá ser Campo Grande”, previu. Já o economista Ricardo Amorim lembrou que o Brasil está em destaque no cenário econômico mundial, beneficiando-se das dificuldades enfrentadas pelos Estados Unidos, China e Europa. “Vivemos um momento de mudança do centro de gravidade da economia global, a população cresce e precisa consumir. Nos países emergentes é importante destacar o acesso ao crédito, fomentando o crescimento de vários setores, principalmente o de alimentos, tanto das commodities, quanto de produtos industrializados, e neste aspecto Mato Grosso do Sul também se beneficia, e muito”, declarou. Outro destaque da feira da indústria foi a rodada internacional de negócios que reuniu representantes de pelo menos 119 empresas do Brasil, Estados Unidos, Bolívia, Argentina, Chile, Paraguai, Itália, Áustria e Suécia. As empresas credenciaram-se para participar do ambiente de negociação há quase três semanas, oportunidade em que manifestaram o interesse em comprar ou vender produtos em reuniões de negócios simultâneas com duração média de 20 minutos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Com simplificação no processo, MS bate recorde em abertura de negócios
Economia
Campo Grande é campeã em novas empresas em 2019
Economia
Dólar sobe mais uma vez e fecha o dia a R$ 4,19
Economia
Refis segue até março com superdescontos
Economia
PIS pode ser sacado nesta quinta para nascidos em janeiro e fevereiro
Economia
Brasil está se adequando para ser membro pleno da OCDE, diz Bolsonaro
Economia
Receita paga restituições do lote residual de janeiro do IRPF nesta quarta
Economia
Políticas Públicas no MS terão investimento de R$ 879 mil
Economia
Nota Premiada tem apoio da Fecomércio
Economia
Em 2019, agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bi

Mais Lidas

Educação
Inep encontra erro na correção do Enem
Economia
Com simplificação no processo, MS bate recorde em abertura de negócios
Polícia
Assaltantes se escondem em moita após furtarem residência
Geral
Morador se assusta com a visita noturna de um jacaré