Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Faturamento da Expogrande cresce 39% e bate novos recordes

28 abril 2011 - 06h11Via Livre

O faturamento geral da Expogrande, exposição promovida pela Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) registrou um crescimento de 39% em relação ao ano anterior. Os números foram divulgados na manhã de ontem pela diretoria da entidade, responsável pela promoção do evento, considerado o maior do gênero agropecuário do Centro-Oeste. Foram R$ 155 milhões deste ano, contra R$ 112 milhões do ano passado.

Segundo o presidente da Acrissul, Francisco Maia, o crescimento foi justificado pelo aumento substancial no volume de negócios nos leilões, que quase dobraram. Foram R$ 16,3 milhões em 2010, contra R$ 26,8 milhões em 2011. O destaque de Maia vai também para a realização da 1ª MS Expogenética, que comercializou cerca de R$ 1,5 milhão em animais expostos diretamente nos pavilhões.

No total mais de 30 mil animais foram comercializados durante a Expogrande, o que consolida definitivamente a feira como o maior evento de pecuária de corte do mundo, afirma Maia. Foram 12 raças expostas durante os 11 dias da exposição, com 1.978 animais, entre bovinos, equinos, ovinos, caprinos e outros pequenos animais. “Há dois atrás esse número foi de apenas 570 animais”, compara o presidente.

Pelos números da diretoria, o volume total de visitantes na Expogrande deste ano chegou a 350 mil. Caiu em relação ao ano passado, que registrou 400 mil visitantes. Maia atribui a queda à polêmica envolvendo a realização dos shows no recinto do Parque de Exposições Laucídio Coelho, que chegou a ser proibida pela Justiça, sendo autorizada às vésperas de começar a feira, o que atrapalhou a divulgação dos espetáculos.

“Mesmo assim tivemos recordes de públicos, como no show do Luan Santana, por exemplo, que registrou mais de 70 mil pessoas”, exemplifica.

Para a diretoria da Acrissul, além da excelente oferta de gado de elite e de corte, a Expogrande deste ano caracterizou-se pela participação expressiva de raças eqüinas nos leilões. Em um deles, o King Horse Sale, estreante na feira, chegou-se a comercializar uma fêmea quarto-de-milha pelo valor de R$ 75 mil.

A Acrissul destaca também o impacto que a Expogrande provoca na economia regional como um todo. Só para se ter uma ideia, o tranporte de animais nos 11 dias da feira envolve a utilização de 2 mil caminhões boiadeiros, o que aumenta a demanda por combustível, pneus, mão-de-obra e muito mais. Para o turismo o impacto é estremamente positivo - são hotéis lotados, restaurantes, aumnta o movimento de táxis, a oferta de trabalho e a arrecadação de impostos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Seguro facultativo garante benefícios a quem não exerce atividade remunerada
Economia
Acima de R$ 4,12, dólar fecha no maior valor em quase um ano
Economia
Julho registra abertura de 43,8 mil postos de trabalho
Economia
Ministério da Economia corta despesas para garantir serviços essenciais
Economia
Bolsonaro diz que vai ouvir Guedes sobre novo imposto
Economia
Aumento na conta de luz pressiona inflação para os mais pobres
Economia
Financiamento imobiliário com taxas diferenciadas é anunciado pelo BB
Economia
Índice de confiança do empresário tem alta pelo 3º mês seguido
Economia
Fiems apresenta aos militares do exército potencial econômico de MS
Economia
Coaf muda para o Banco Central

Mais Lidas

Geral
Mulher tem dedo amputado enquanto fazia compras
Fim de Semana
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Campo Grande neste domingo
Geral
Rally dos Sertões continua neste sábado com ação social e show
Clima
Chuva deve chegar só em setembro