Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Governo/Dengue
Economia

Fiems e Petrobras discutem qualificação de mão de obra para fábrica de fertilizantes

31 julho 2011 - 04h50Divulgação

O Senai e a diretoria de Gás e Energia da Petrobras, iniciaram as discussões para a estruturação do projeto de qualificação de mão de obra, que necessitará de cinco mil trabalhadores para a construção do empreendimento e mais 500 colaboradores após a ativação da unidade de fertilizantes nitrogenados (UFN III).

A reunião ocorreu após a confirmação do cronograma de inauguração para setembro de 2014 da fábrica de fertilizantes da Petrobras em Três Lagoas (MS).

No fim da tarde de quarta-feira (27), no Rio de Janeiro (RJ), o diretor-corporativo da Fiems, Jaime Verruck, reuniu-se com a diretora de gás e energia da Petrobras, Maria Graça Foster, para acertar a data de apresentação do projeto de qualificação profissional que será oferecida pelo Senai para atender a demanda da fábrica de fertilizantes em construção na cidade de Três Lagoas.

"Nos próximos 30 dias, a equipe técnica do Senai elaborará o programa de capacitação, que, em um primeiro momento, objetiva a qualificação de 5 mil pessoas para a construção da unidade e, em um segundo momento, precisará de mais 500 pessoas para atuar na fábrica", detalhou Jaime Verruck.

Graça Foster fez questão de reforçar ao diretor-corporativo da Fiems a prioridade da construção da fábrica de fertilizantes nitrogenados em Três Lagoas. "Trata-se de uma unidade localizada em uma região estratégica para a Petrobras, pois atenderá a demanda dos Estados do Centro-Oeste. Além disso, o empreendimento reduzirá a dependência externa brasileira por fertilizantes, como a amônia, por exemplo", destacou, ressaltando que o cronograma está mantido, ou seja, início das obras em agosto deste ano e conclusão em setembro de 2014.

Na avaliação de Jaime Verruck, a informação repassada pela diretora da Petrobras é extremamente positiva para a economia do Estado, pois ampliará o uso do gás natural, agregando mais receita à arrecadação estadual, além de beneficiar o agronegócio, tanto estadual, quanto regional, ao oferecer fertilizante a custo menor devido à localização estratégica da fábrica. "A questão da logística pesa muito no quesito custo do produto e o produtor rural do Centro-Oeste sairá ganhando com a operação dessa fábrica em Mato Grosso do Sul", analisou.

Qualificação

O diretor-corporativo da Fiems explica que o Senai fará a qualificação da mão de obra para atender a demanda da fábrica de fertilizantes com recursos do Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural), que é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia e foi instituído pelo Governo Federal para maximizar a participação da indústria nacional de bens e serviços, em bases competitivas e sustentáveis, na implantação de projetos de petróleo e gás natural no Brasil e no exterior. Ainda na reunião, ele apresentou à Petrobras a proposta de transferir de Campo Grande para Três Lagoas o NTGás (Núcleo de Tecnologia do Gás) do Senai.

Jaime Verruck detalhou que em 15 dias apresentará à estatal o projeto de viabilidade dessa transferência, já que 90% da demanda por esse tipo de qualificação será da região de Três Lagoas, onde a Petrobras também tem uma usina termelétrica movida à gás natural. "Com essa transferência, estaremos agregando ao CetecSenai Três Lagoas novos laboratórios nas áreas de saúde, segurança no trabalho e fertilizantes para atender os profissionais da região", pontuou.

Ele acrescenta ainda que a Petrobras vai iniciar no município de Três Lagoas, em parceria com a Missão Salesiana, o projeto social "Gerando o Futuro", que pretende preparar 480 jovens de famílias carentes para que possam participar do processo seletivo que o Senai oferecerá para atender a demanda da fábrica de fertilizantes.

"Nesse projeto, o Senai, por meio do CTGás-ER (Centro de Tecnologia de Gás e Energias Renováveis)/Petrobras, vai fornecer laboratórios móveis para demonstrar as aplicabilidades do uso do gás natural", detalhou o diretor-corporativo, que também é diretor-regional do Senai.

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Dólar avança à espera de decisão sobre juros do Banco Central
Economia
Foi publicada no Diário Oficial da União a redução de impostos sobre videogames
Economia
Petrobras reduz preços de combustíveis nas refinarias
Economia
Caixa libera último saque do ciclo 2 do auxílio emergencial
Economia
Hub logístico multiplicará investimentos em Porto Murtinho
Economia
Beneficiários do Bolsa Família podem sacar 2ª parcela do auxílio extensão
Economia
Dólar fecha em queda pelo segundo dia seguido
Economia
Caixa já disponibilizou mais de R$ 25 bilhões para micro e pequenas empresas na pandemia
Economia
Procon Estadual tem atendimento especializado para superendividados
Economia
Saques de recursos do auxílio está disponível para nascidos em novembro

Mais Lidas

Política
Candidatos participam de debate na Fetems
Cidade
Assembleia homenageia Dudu do Bifão e pai do vereador Salineiro
Justiça
Cinco cidades de MS receberão apoio das Forças Armadas
Geral
Justiça manda candidata provar que sabe ler