Menu
Busca sábado, 15 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Economia

Fiems e Petrobras discutem qualificação de mão de obra para fábrica de fertilizantes

31 julho 2011 - 04h50Divulgação

O Senai e a diretoria de Gás e Energia da Petrobras, iniciaram as discussões para a estruturação do projeto de qualificação de mão de obra, que necessitará de cinco mil trabalhadores para a construção do empreendimento e mais 500 colaboradores após a ativação da unidade de fertilizantes nitrogenados (UFN III).

A reunião ocorreu após a confirmação do cronograma de inauguração para setembro de 2014 da fábrica de fertilizantes da Petrobras em Três Lagoas (MS).

No fim da tarde de quarta-feira (27), no Rio de Janeiro (RJ), o diretor-corporativo da Fiems, Jaime Verruck, reuniu-se com a diretora de gás e energia da Petrobras, Maria Graça Foster, para acertar a data de apresentação do projeto de qualificação profissional que será oferecida pelo Senai para atender a demanda da fábrica de fertilizantes em construção na cidade de Três Lagoas.

"Nos próximos 30 dias, a equipe técnica do Senai elaborará o programa de capacitação, que, em um primeiro momento, objetiva a qualificação de 5 mil pessoas para a construção da unidade e, em um segundo momento, precisará de mais 500 pessoas para atuar na fábrica", detalhou Jaime Verruck.

Graça Foster fez questão de reforçar ao diretor-corporativo da Fiems a prioridade da construção da fábrica de fertilizantes nitrogenados em Três Lagoas. "Trata-se de uma unidade localizada em uma região estratégica para a Petrobras, pois atenderá a demanda dos Estados do Centro-Oeste. Além disso, o empreendimento reduzirá a dependência externa brasileira por fertilizantes, como a amônia, por exemplo", destacou, ressaltando que o cronograma está mantido, ou seja, início das obras em agosto deste ano e conclusão em setembro de 2014.

Na avaliação de Jaime Verruck, a informação repassada pela diretora da Petrobras é extremamente positiva para a economia do Estado, pois ampliará o uso do gás natural, agregando mais receita à arrecadação estadual, além de beneficiar o agronegócio, tanto estadual, quanto regional, ao oferecer fertilizante a custo menor devido à localização estratégica da fábrica. "A questão da logística pesa muito no quesito custo do produto e o produtor rural do Centro-Oeste sairá ganhando com a operação dessa fábrica em Mato Grosso do Sul", analisou.

Qualificação

O diretor-corporativo da Fiems explica que o Senai fará a qualificação da mão de obra para atender a demanda da fábrica de fertilizantes com recursos do Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural), que é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia e foi instituído pelo Governo Federal para maximizar a participação da indústria nacional de bens e serviços, em bases competitivas e sustentáveis, na implantação de projetos de petróleo e gás natural no Brasil e no exterior. Ainda na reunião, ele apresentou à Petrobras a proposta de transferir de Campo Grande para Três Lagoas o NTGás (Núcleo de Tecnologia do Gás) do Senai.

Jaime Verruck detalhou que em 15 dias apresentará à estatal o projeto de viabilidade dessa transferência, já que 90% da demanda por esse tipo de qualificação será da região de Três Lagoas, onde a Petrobras também tem uma usina termelétrica movida à gás natural. "Com essa transferência, estaremos agregando ao CetecSenai Três Lagoas novos laboratórios nas áreas de saúde, segurança no trabalho e fertilizantes para atender os profissionais da região", pontuou.

Ele acrescenta ainda que a Petrobras vai iniciar no município de Três Lagoas, em parceria com a Missão Salesiana, o projeto social "Gerando o Futuro", que pretende preparar 480 jovens de famílias carentes para que possam participar do processo seletivo que o Senai oferecerá para atender a demanda da fábrica de fertilizantes.

"Nesse projeto, o Senai, por meio do CTGás-ER (Centro de Tecnologia de Gás e Energias Renováveis)/Petrobras, vai fornecer laboratórios móveis para demonstrar as aplicabilidades do uso do gás natural", detalhou o diretor-corporativo, que também é diretor-regional do Senai.

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Por medo da covid, Filipinas suspende importações de frango do Brasil
Economia
FGTS vai distribuir R$ 7,5 bi em lucros aos trabalhadores
Economia
Preços da gasolina e eletricidade impactaram inflação de julho
Economia
Confira quem pode sacar o FGTS emergencial nesta segunda
Economia
Com totens indicativos, produtos de MS ganham destaque nas prateleiras
Economia
Caixa abre agências neste sábado para beneficiários do auxílio
Economia
Capital: Cesta básica teve alta em julho, diz Dieese
Economia
Associação Comercial não quer fechamento da capital por 14 dias
Economia
Ministério da Economia quer o fim da meia-entrada nos cinemas
Economia
Salário de servidores estaduais é pago nesta segunda

Mais Lidas

Polícia
Enteada é assassinada a tiros pelo padrasto após discussão na capital
Política
Cresce a fila para a prefeitura
Geral
Fiems investe R$ 4,5 milhões em Sidrolândia Corguinho e Rochedo
Polícia
Polícia investiga morte de indígena de 9 anos a facada