Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021
(67) 99647-9098
TJMS abril21
Economia

Fronteira já recebe orientações de prevenção contra aftosa

23 setembro 2011 - 09h45Arquivo

Os produtores rurais de Bela Vista e região estiveram reunidos ontem (22), pela manhã, para tratar das ações que estão sendo tomadas após a oficialização do foco de Aftosa no Paraguai. Cerca de 100 produtores compareceram à reunião promovida pela Federação de Agricultura e Pecuária do Estado (Famasul), o Sindicato Rural do Município, com apoio da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/MS), Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Iagro) e Secretaria de Produção e Turismo (Seprotur).

"Nossa postura é preventiva. O produtor pode contribuir de maneira significativa para o sucesso das ações e o diálogo com as autoridades, para acompanharmos de perto a situação, vai ser determinante para permanecermos com o status de área livre de febre aftosa com vacinação", afirma o presidente da Famasul, Eduardo Riedel.

Para o presidente do Sindicato Rural de Bela Vista, Marcelo Loureiro de Almeida, o envolvimento está garantido. "Não queremos de volta todas as restrições por que já passamos, tanto comerciais como de manejo, como a quarentena, aquele papelzinho (antigo Certificado de Identificação Animal - CIA) que o produtor tinha que usar para transferir o gado de uma região para outra. Por isso, vamos continuar empenhados".

A Seprotur e a SFA/MS anunciaram que poderão ajudar o país vizinho, caso haja necessidade. "Precisamos estar em alerta e contribuir, sempre, da melhor forma", diz a secretária Tereza Cristina Correa da Costa Dias. "Tivemos prejuízos enormes no passado (2005/2006), quando do último episódio aqui no nosso Estado. Agora é hora de trabalharmos juntos", aponta Orlando Baez, da SFA.

Outra contribuição é a prorrogação da Operação Ágata 2, ação conjunta do Ministério da Defesa e da Justiça, para combater a criminalidade na fronteira. "A prorrogação também irá contribuir nesse controle que agora é primordial", disse o capitão Paiva, do 10° Regimento de Cavalaria Mecanizada, representando o Exército. A operação conta, no Estado, com cerca de 300 militares da Marinha do Brasil, 1.600 militares do Exército e 450 militares da Força Aérea Brasileira.

APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em abril
Economia
Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje
Economia
Em reunião Senador Nelsinho Trad tenta destravar R$ 67,7 milhões para MS
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Economia
Auxílio Emergencial, como sobreviver com esse valor? Veja dicas
Economia
MS fecha fevereiro com saldo positivo em geração de empregos na indústria
Economia
Pandemia "impede" energia mais cara no MS
Educação
MS garante mais de R$ 6,4 mi para bolsas de mestrado, doutorado e pós
Economia
Nova rodada do auxílio emergencial começa a ser paga hoje; veja calendário
Economia
Auxílio emergencial: Foi aprovado? Confira as datas do pagamento do benefício

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio