Menu
Busca sexta, 03 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Economia

Gol e Azul fazem corte de 90% em voos diários

As medidas foram adotadas em razão da baixa demanda provocada pela pandemia do Covid-19

24 março 2020 - 17h38Flávio Veras

A Gol e a Azul anunciaram nesta terça-feira (24) que irão reduzir a oferta de voos diários em aproximadamente 90% no mercado doméstico. Além disso, a Gol também irá parar de operar nos mercados internacionais entre o período de 28 de março a 3 de maio, com suspensão de todas as operações regionais e internacionais regulares.

Segundo as empresas, a decisão foi adotada devido à baixa demanda de passageiros provocada pela pandemia do Covid-19 (coronavírus). "Enquanto os brasileiros adotarem um comportamento responsável de isolamento social e evitarem viagens, a Gol manterá uma malha essencial de 50 voos diários entre o Aeroporto Internacional de São Paulo em Guarulhos e as demais 26 capitais", afirmou a companhia.

Ainda conforme a empresa, a oferta de serviços será ajustada conforme a demanda específica dessas capitais e voos extras ocorrerão de acordo com a necessidade para destinos regionais e internacionais. O tempo limite das conexões será flexibilizado para assegurar a interligação entre capitais em até 24 horas.

Na mesma direção, a Azul comunicou que entre 25 de março e 30 de abril espera operar 70 voos diretos por dia, para 25 cidades, o que representa uma redução de 90% de sua capacidade total.

"As medidas de contenção e quarentena que estão sendo implementadas em todo o país estão limitando significativamente a mobilidade de nossos clientes, tripulantes e parceiros, o que torna inviável a operação de várias rotas que servimos", disse a Azul.

O setor aéreo no mundo todo vem sofrendo mais recentemente em razão da série de medidas de restrição de circulação de pessoas decorrente da rápida disseminação do novo coronavírus.

Mais medidas

A Azul também divulgou que aumentou a quantidade de tripulantes que aderiram ao programa de licença não-remunerada da companhia, totalizando mais de 7,5 mil até esta terça-feira, o que representa mais de metade do total da força de trabalho da empresa.

A empresa ainda anunciou a redução de 50% nos salários de membros do comitê executivo (diretores e diretores estatutários) e corte de 25% nos salários dos gerentes.

Já a Gol disse que flexibilizou as regras e procedimentos de alteração de passagens, para que os clientes com voos reservados entre 28 de março e 3 de maio tenham a opção de alterar suas viagens sem nenhuma cobrança de taxa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
BC fará empréstimos visando injetar R$ 650 bi na economia
Economia
Prazo para pagamento das parcelas do FCO é prorrogado
Economia
Guedes conversa com Gilmar Mendes e deve acelerar pagamento dos R$ 600
Economia
Governo reduz contribuições pagas ao Sistema S por três meses
Economia
Desemprego sobe para 11,6% em fevereiro
Economia
Auxílio emergencial ainda não está disponível para saque
Economia
Guedes diz que prefere isolamento, mas que economia não aguenta dois meses parada
Economia
Servidores estaduais irão receber a partir desta terça-feira
Economia
Prazo para saque imediato de até R$ 998 do FGTS termina nesta terça
Economia
Senado define data de votação do auxílio de R$ 600 para trabalhadores

Mais Lidas

Política
Vídeo - Alcolumbre se diz curado do coronavírus e apoia isolamento
Cidade
Coronavírus - Detran alerta a importância de higienizar veículos
Saúde
MPT define medidas sanitárias para o transporte coletivo urbano
Geral
Isolamento social no MS é monitorado por sistema inteligente