Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Economia

Governo anuncia medidas econômicas para o setor elétrico

14 março 2014 - 11h15Via Portal Brasil
O governo vai efetuar um aporte de R$ 4 bilhões do Tesouro Nacional na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), além dos R$ 9 bilhões que já estavam previstos no Orçamento Geral da União (OGU) deste ano. Também será autorizada a contratação de financiamento privado de R$ 8 bilhões pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) para que as distribuidoras de energia elétrica paguem as dívidas com as geradoras.

O anúncio foi feito pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. De acordo com o ministro, será realizado um leilão de energia hidrelétrica e térmica, no dia 25 de abril, para que as distribuidoras possam contratar energia das geradoras, e não precisar mais recorrer ao mercado livre para comprar energia.

“As medidas têm o propósito de atenuar o problema da elevação temporária de custo da energia elétrica”, afirmou o ministro. O financiamento privado para a CCEE será ressarcido com aumento de tarifas, que será escalonado ao longo do tempo e com datas estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “Em anos hidrológicos bons, o preço é mais baixo. Em anos de termelétrica, o custo aumenta”, disse o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann. “Vamos tomar medidas para dividir o ônus entre a União, os consumidores e sistema elétrico”, afirmou Mantega.

Mantega garantiu que não haverá alteração das regras contratuais vigentes. A entrega dessa energia deve começar a partir de maio. “Isso foi feito mantendo todas as regras, respeitando todos os contratos, não tendo alteração nessa relação entre agentes do setor, o que é muito importante”, enfatizou Zimmermann.

O ministro explicou que o aumento que ocorrerá na conta de luz será inferior ao que aconteceria se o governo não entrasse com os recursos. Ele é necessário porque as distribuidoras de energia têm tido gastos maiores nos últimos meses por causa do aumento do uso de energia de termelétricas, que é mais cara. As termelétricas são mais utilizadas quando há menos água nos reservatórios das hidrelétricas, como está acontecendo neste momento.

Na semana passada, o governo repassou R$ 1,2 bilhão para as concessionárias de distribuição de energia elétrica, para neutralizar as despesas das empresas. Os recursos são uma antecipação do orçamento de R$ 9 bilhões, previsto para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Em 2015, conforme informado por Marcio Zimmermman, secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, como forma de compensação do aumento divulgado, será adicionada uma cota 5 mil MW médios às concessionárias.

Entenda
Devido à falta de chuvas, as distribuidoras de energia têm adquirido energia das termelétricas, que produzem energia mais cara, e, desse modo, os gastos registrados são maiores.

Outra razão para o problema apresentado é a dificuldade encontrada para contratação de energia por meio de leilões - que são realizados pelo governo federal -, o que fez com que as distribuidoras recorressem ao mercado de curto prazo para realizar o abastecimento.
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Em protesto contra a fome, MSTS faz ocupação em prédio de bolsa de valores
Economia
Mega-Sena acumula em R$ 7 milhões, 34 moradores de MS acertaram a quadra
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em março
Economia
Pesquisa divulgada pelo Procon mostra variação de preços dos produtos da Csta básica
Economia
Fiems recebe delegação paraguaia para rodada de negócios
Economia
Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em fevereiro
Economia
Auxílio emergencial: nascidos em janeiro recebem 6ª parcela
Economia
Possível calote em empresa chinesa faz bolsas despencarem
Economia
Decreto regulamenta reconhecimento de dívidas da União junto à Caixa
Economia
Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial

Mais Lidas

Polícia
Vídeo: Corpo seminu encontrado em córrego no Santo Eugênio é de uma mulher
Geral
'Zé Calango' tem mal súbito e morre enquanto pilotava moto
Geral
Corpo é encontrado em córrego perto da rodoviária de Campo Grande
Polícia
Polícia flagra adolescentes de 13 e 17 fazendo programa sexual em bar