Menu
Busca terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 99647-9098
Perkal Topo - janeiro-20
Economia

Governo cogita liberar saque de até 35% do saldo do FGTS

Plano é uma tentativa de reanimar a economia via consumo

17 julho 2019 - 11h15Priscilla Porangaba, com informações do O Estado de S. Paulo

O Ministério da Economia deve permitir que os trabalhadores saquem até 35% dos recursos de suas contas ativas, dos contratos de trabalho atuais, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS ).

A expectativa do governo é que a medida injete até R$ 42 bilhões na economia. O plano é uma tentativa de reanimar a economia, via consumo, ainda este ano.

A projeção oficial do governo é de crescimento do PIB de 0,81%. Com a liberação dos recursos do FGTS, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep.

Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, fontes a par do assunto, que participaram na última terça-feira (16) de reunião no Ministério da Economia, uma das ideias é autorizar os saques na seguinte proporção: quem tem até R$ 5 mil no fundo poderia sacar 35% do saldo e trabalhadores com até R$ 10 mil, 30% do saldo.

Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

O calendário de liberação seguiria a data do aniversário, assim como foi feito nas contas inativas, de contratos já encerrados. Os trabalhadores que já fizeram aniversário este ano já teriam direito ao benefício assim que for autorizado.

Contas inativas. Em 2017, durante o governo Michel Temer, 25,9 milhões de trabalhadores fizeram o saque de cerca de R$ 44 bilhões de contas inativas do FGTS. A avaliação da equipe de Guedes é que, no governo Temer, a medida foi bem sucedida.

O atual governo também vê com bons olhos a distribuição de metade do lucro do fundo no ano anterior para os trabalhadores com contas no FGTS, prevista em lei sancionada por Temer em 2017. No ano passado, a distribuição de resultados do FGTS de 2017 elevou a rentabilidade das contas do fundo de 3,8% ao ano (3%+ TR) para 5,59% ao ano. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Longen defende aproximação de MS com os EUA durante reunião com cônsul
Economia
Pequenos negócios devem aderir Simples Nacional até dia 31
Economia
Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 mi no sábado
Economia
Confiança do Consumidor recua 1,2 ponto em janeiro
Economia
Brasil e Alemanha assinam acordo de cooperação no setor agrícola
Economia
Mato Grosso do Sul é o maior exportador de tilápia do Brasil
Economia
Receita Federal recupera R$ 5,2 bilhões em dívidas de empresas
Economia
Com simplificação no processo, MS bate recorde em abertura de negócios
Economia
Campo Grande é campeã em novas empresas em 2019
Economia
Dólar sobe mais uma vez e fecha o dia a R$ 4,19

Mais Lidas

Polícia
Homem pula de árvore em rio e morre afogado
Entrevista
Em entrevista ao vivo, Coronel David falará sobre "Aliança" e segurança pública
Oportunidade
Funtrab tem 210 vagas de emprego nesta terça
Saúde
Suspeita de mais uma morte por dengue é descartada após exames