Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Indústria gera mais de 10 mil empregos em MS

27 julho 2011 - 10h22Divulgação

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, foi que mais gerou empregos no primeiro semestre deste ano, com a abertura de 10.789 novos postos formais de trabalho, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

No mesmo período, os setores de serviços, agropecuária e comércio abriram 8.828, 4.999 e 2.394 novas vagas, respectivamente, ficando bem atrás do setor industrial, que teve como destaques os segmentos da indústria de transformação, com 5.9978 vagas, e da construção civil, com 4.208 vagas. Ainda conforme o levantamento do Radar Industrial da Fiems, a participação da indústria sobre o saldo total de empregos formais criados em Mato Grosso do Sul corresponde por 40%, enquanto os outros setores de serviços e agropecuária representam 32,7% e 18,5%, respectivamente.

Com saldo de 968 empregos formais criados no mês de junho, a indústria alcançou um estoque total de 124.516 postos formais de trabalho em Mato Grosso do Sul, mantendo a parcela de 21% de todo o emprego formal existente no Estado atualmente, atrás somente dos setores de serviços (26%) e da administração pública (23%), com um total de 152,8 mil e 133,9 mil empregos formais, respectivamente. Até o momento, com o desempenho ocorrido ao longo de 2011, o setor industrial estadual acumula sucessivos recordes no estoque total de empregos formais.

Dessa forma, Mato Grosso do Sul, com o saldo acumulado até junho de 2011, obteve a marca de 587,8 mil postos formais de trabalho, indicando uma elevação equivalente a 6,41% sobre o estoque total verificado ao fim de 2010. Já com relação ao Índice de Evolução do Emprego Formal na Indústria, a posição verificada em junho foi de 182,4 pontos, indicando um crescimento de 82% sobre o estoque do ano base 2005, quando o setor tinha 68.269 trabalhadores. Na mesma comparação, o setor de serviços apresentou um índice de 153,2 pontos e crescimento de 53%, o comércio com 137,1 pontos (+37%), a agropecuária com 121,5 pontos (+22%) e administração pública com 115,2 pontos (+15%).

No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou a marca 140,2 pontos (+40%). Constata-se, deste modo, que no período compreendido entre 2005 e 2011, até o mês de junho, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria no Estado foi 30% maior que o apresentado pelo conjunto da economia estadual. Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e administração pública, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 19%, 33%, 50% e 58%, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Seguro facultativo garante benefícios a quem não exerce atividade remunerada
Economia
Acima de R$ 4,12, dólar fecha no maior valor em quase um ano
Economia
Julho registra abertura de 43,8 mil postos de trabalho
Economia
Ministério da Economia corta despesas para garantir serviços essenciais
Economia
Bolsonaro diz que vai ouvir Guedes sobre novo imposto
Economia
Aumento na conta de luz pressiona inflação para os mais pobres
Economia
Financiamento imobiliário com taxas diferenciadas é anunciado pelo BB
Economia
Índice de confiança do empresário tem alta pelo 3º mês seguido
Economia
Fiems apresenta aos militares do exército potencial econômico de MS
Economia
Coaf muda para o Banco Central

Mais Lidas

Geral
Mulher tem dedo amputado enquanto fazia compras
Fim de Semana
Esquadrilha da Fumaça se apresenta em Campo Grande neste domingo
Geral
Rally dos Sertões continua neste sábado com ação social e show
Clima
Chuva deve chegar só em setembro