Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Indústria gera mais de 10 mil empregos em MS

27 julho 2011 - 10h22Divulgação

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, foi que mais gerou empregos no primeiro semestre deste ano, com a abertura de 10.789 novos postos formais de trabalho, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

No mesmo período, os setores de serviços, agropecuária e comércio abriram 8.828, 4.999 e 2.394 novas vagas, respectivamente, ficando bem atrás do setor industrial, que teve como destaques os segmentos da indústria de transformação, com 5.9978 vagas, e da construção civil, com 4.208 vagas. Ainda conforme o levantamento do Radar Industrial da Fiems, a participação da indústria sobre o saldo total de empregos formais criados em Mato Grosso do Sul corresponde por 40%, enquanto os outros setores de serviços e agropecuária representam 32,7% e 18,5%, respectivamente.

Com saldo de 968 empregos formais criados no mês de junho, a indústria alcançou um estoque total de 124.516 postos formais de trabalho em Mato Grosso do Sul, mantendo a parcela de 21% de todo o emprego formal existente no Estado atualmente, atrás somente dos setores de serviços (26%) e da administração pública (23%), com um total de 152,8 mil e 133,9 mil empregos formais, respectivamente. Até o momento, com o desempenho ocorrido ao longo de 2011, o setor industrial estadual acumula sucessivos recordes no estoque total de empregos formais.

Dessa forma, Mato Grosso do Sul, com o saldo acumulado até junho de 2011, obteve a marca de 587,8 mil postos formais de trabalho, indicando uma elevação equivalente a 6,41% sobre o estoque total verificado ao fim de 2010. Já com relação ao Índice de Evolução do Emprego Formal na Indústria, a posição verificada em junho foi de 182,4 pontos, indicando um crescimento de 82% sobre o estoque do ano base 2005, quando o setor tinha 68.269 trabalhadores. Na mesma comparação, o setor de serviços apresentou um índice de 153,2 pontos e crescimento de 53%, o comércio com 137,1 pontos (+37%), a agropecuária com 121,5 pontos (+22%) e administração pública com 115,2 pontos (+15%).

No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou a marca 140,2 pontos (+40%). Constata-se, deste modo, que no período compreendido entre 2005 e 2011, até o mês de junho, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria no Estado foi 30% maior que o apresentado pelo conjunto da economia estadual. Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e administração pública, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 19%, 33%, 50% e 58%, respectivamente.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Concen e Energisa cadastram famílias na Tarifa Social neste sábado
Economia
Guedes prevê "um outro país" após reforma da Previdência
Economia
Dólar segue em alta cotado a R$ 4,087
Economia
País colherá 50,92 milhões de sacas de café neste ano, prevê Conab
Economia
Mega acumula e pode pagar 7 mi no sábado
Economia
Dólar fecha com maior valor em sete meses
Economia
Argentina é responsável por queda no comércio exterior brasileiro
Economia
Governo já trabalha com crescimento de 1,5% em 2019
Economia
Banco Central aponta recuo da economia ao Copom
Economia
Em 22 anos, produção de ovos tem primeira queda

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Cidade
Inscrições para sorteio de apartamentos na capital encerram terça-feira