Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Indústrias da Capital vão contratar 1,5 mil temporários

26 outubro 2011 - 15h27Arquivo

As indústrias de alimentação, inclusive frigoríficos e bebidas de Campo Grande devem contratar cerca de 1,5 mil trabalhadores temporários nesta reta final do ano, para atender ao crescimento da demanda de consumo principalmente no período de Natal. A estimativa é de Rinaldo de Souza Salomão, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Campo Grande – Stiaacg.

Segundo ele, outras cidades como: Dourados e Três Lagoas, também vão contratar temporários para reforçar as linhas de produção de alimentos e bebidas diversas.

Em Campo Grande trabalham efetivamente cerca de 15 mil operários nas linhas de produção de alimentos e bebidas, incluindo nos frigoríficos. "Acreditamos que a contratação de temporários vai atingir 10% desse total", comenta Rinaldo Salomão que pede maior empenho das autoridades do Estado e dos municípios para a criação e incentivo para formação de mão de obra especializada para preencher essas lacunas que surgirão sempre no mercado.

"Hoje esse problema, de falta de mão de obra especializada é sério em todo Mato Grosso do Sul. Precisamos de profissionais em diversas áreas", alerta Rinaldo lembrando que essa pode ser a oportunidade para os jovens que buscam o primeiro emprego.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Cai 2,9 pontos em maio o Índice de Confiança do Consumidor
Economia
Mega-Sena pode pagar 12 milhões nesta quarta-feira
Economia
No “Dia Livre de Impostos”, capital terá cerveja com metade do preço
Economia
MS é líder do ranking nacional de exportação de tilápia
Economia
Preço do diesel dispara e ultrapassa patamar da greve dos caminhoneiros em 2018
Economia
Comerciamentes venderão produtos sem impostos em feirão nacional
Economia
Governo anunciará bloqueio temporário de verbas na quarta-feira
Economia
Concen e Energisa cadastram famílias na Tarifa Social neste sábado
Economia
Guedes prevê "um outro país" após reforma da Previdência
Economia
Dólar segue em alta cotado a R$ 4,087

Mais Lidas

Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Geral
Ciclista tem a cabeça esmagada por carreta em acidente
Cidade
Reinaldo e Marquinhos anunciam “solução definitiva” para Parque das Nações
Cidade
Radares: cinco multam e quatro operam em caráter educativo