Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Economia

Inflação de maio medida pelo IGP-DI fecha em -0,45%, segundo FGV

06 junho 2014 - 11h06Via Agência Brasil
A inflação de maio medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) fechou o mês com variação negativa de 0,45%. O resultado é 0,90 ponto percentual inferior aos 0,45% relativos à taxa de abril. O resultado é 0,77 ponto percentual inferior à variação de maio do ano passado, quando a inflação medida pelo índice ficou em 0,32%. No acumulado dos cinco meses de 2014, o IGP-DI registra alta de 2,75% e no acumulado dos últimos 12 meses (taxa anualizada), alta de 7,26%.

A queda verificada de abril para maio reflete a deflação no Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) que ficou em -1,21%. O resultado é 1,48 ponto percentual menor do que o 0,27% registrado pelo IPA de abril.

Os dados divulgados pela FGV indicam influência no comportamento dos preços do Bens Finais, que apresentou variação negativa de 1,22%, depois de ter subido 1,34% em abril. O principal responsável por esta desaceleração foi o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 6,14% para -8,78%.

Ainda em relação aos preços ao produtor, o grupo Bens Intermediários também apresentou variação negativa, ao fechar em -0,46%, ante -0,12%, no mês anterior. O principal responsável por este recuo foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de -0,43% para -0,72%. Também fechou com variação negativa de 0,50% o índice de Bens Intermediários, calculado após a exclusão de combustíveis e lubrificantes para a produção.

Mesmo tendo fechado em alta de 0,52% em maio, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) também contribuiu para a desaceleração dos preços medidos pelo IGP-DI ao recuar 0,25 ponto percentual em relação aos 0,77%, do mês anterior.

No caso dos preços ao consumidor, segundo a FGV, cinco das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. A contribuição de maior magnitude para o recuo da taxa partiu do grupo Alimentação, que recuou de 1,42% para 0,45%. Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de 3,76% para -1,42%.

Também foram apurados decréscimos nas taxas de variação dos grupos Saúde e Cuidados Pessoais (1,40% para 0,76%); Transportes (0,51% para 0,27%); Vestuário (0,90% para 0,29%); e Comunicação (0,05% para 0,02%).

Os itens que mais contribuíram para estes movimentos foram: passagem aérea (-29,31% para 11,07%), jogo lotérico (0,00% para 7,29%) e tarifa de eletricidade residencial (1,30% para 2,84%),respectivamente.

Em contrapartida, os preços constantes do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) chegaram a registrar em maio taxa de variação de 2,05%, neste caso alta de 1,17 ponto percentual em relação aos 0,88% de abril.

Neste caso, a alta foi puxada pela variação do custo da Mão de Obra que passou de 0,99% para 3,42%, entre abril e maio; enquanto o índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação de 0,57%, registrando recuo em relação aos 0,77% de abril.
Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Vídeo mostra protesto em Pedro Juan
Economia
FGTS está na conta dos trabalhadores nascidos em dezembro
Economia
Nascidos em julho recebem auxílio hoje e poderão sacar em outubro
Economia
Brasil e Paraguai assinam acordo para reabrir a fronteira
Economia
Pagamentos do Ciclo 1 do auxílio emergencial estão concluídos
Economia
Sidrolândia ganha unidade produtora de leitões que vai gerar 100 empregos
Economia
Caixa paga auxílio para 3,9 mi de beneficiários hoje; veja quem recebe
Economia
Comércio na fronteira terá liberação "meia boca"
Economia
Caixa paga abono salarial nesta segunda; veja quem recebe
Economia
FGTS: Caixa deposita hoje para trabalhadores nascidos em novembro

Mais Lidas

Polícia
Dois são presos tentando entrar com drogas em presídio
Polícia
Iagro aprende 120 cabeças de gado e documentação falsa
Polícia
Operação contra o jogo do bicho vaza e é antecipada
Polícia
No Pernambuco, bandido usa nome de campo-granense para comprar celular