Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Senar - junho21
Economia

Inflação fica negativa em 0,21%; é a menor taxa para novembro desde 94

As informações resultam de pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

07 dezembro 2018 - 12h44Da redação com Agência Brasil

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve queda de preços de 0,21% em novembro, divulgou hoje (7), no Rio de Janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA mede a inflação oficial do país.

O resultado foi o menor desde julho de 2017, quando houve queda de 0,23%. Se avaliados apenas os meses de novembro, o resultado foi o menor desde o início do Plano Real, em 1994.

Em 12 meses, a inflação acumula 4,05%, enquanto a taxa acumulada de 2018 - de janeiro a novembro - soma 3,59%.

Em novembro do ano passado, o IPCA teve alta de 0,28%, enquanto em outubro de 2018 houve aumento de 0,45%.

Números

A deflação (variação negativa do IPCA) registrada em novembro ocorreu em cinco dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE.

O grupo Transportes teve queda de 0,74% no IPCA de novembro, contribuindo com o maior impacto negativo sobre o resultado global.

A queda nos combustíveis -2,42% - foi a principal responsável pelo resultado, sendo o recuo da gasolina - 3,07% - o mais acentuado.

A Habitação teve o segundo maior impacto negativo no IPCA global, com redução de 0,71%. Nesse grupo, a queda da energia elétrica - 4,04% - teve importância.

Entre os grupos que apresentaram alta de preços, destaque para o de Artigos de Residência, com elevação de 0,48% em comparação com outubro.

Apesar disso, a alta nos Alimentos e Bebidas - 0,39% - foi a que puxou o índice geral para cima com mais força. A cebola, o tomate, a batata-inglesa e as hortaliças estão entre os itens que ficaram mais caros.

 

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Caixa começa a pagar 3ª parcela do auxílio emergencial a 39 milhões
Economia
Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Trabalhadores nascidos em novembro podem sacar auxílio emergencial
Economia
Aurora anuncia investimento de R$ 140 milhões em MS
Economia
Comércio gerou de janeiro a abril R$ 987,850 mi de ICMS
Economia
Nascidos em outubro podem sacar 2ª parcela do novo auxílio emergencial
Economia
Auxílio Emergencial: Governo antecipa pagamento da 3ª parcela; veja novas datas
Economia
Nascidos em setembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia
Sete dicas para proteger seu bolso da aceleração da inflação
Economia
Nascidos em agosto podem sacar 2ª parcela da nova rodada do auxílio

Mais Lidas

Polícia
Mulher é levada para dentro da mata por bandidos e morta com tiro na cabeça
Polícia
Casal briga e vizinho tenta intervir mas passa mal e morre
Saúde
Jovem de 17 anos, sem comorbidades, está entre as 38 vítimas da covid em 24h
Saúde
Lote com 97.500 doses de vacina contra covid chegam hoje a MS