Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Economia

Pagamento à vista do IPVA rendeu mais de R$ 357 milhões aos cofres públicos

Valor representa 46,5% do total previsto pela Secretaria Estadual de Fazenda

10 fevereiro 2019 - 10h18Da redação com assessoria

Os contribuintes do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) recolheram aos cofres estaduais pouco mais R$ 357 milhões até o dia 31 de janeiro de 2019. A data foi o prazo final para o pagamento à vista com desconto de 15% ou da primeira parcela do tributo sem multa. O valor representa 46,5% do total anual previsto pela Secretaria de Fazenda (Sefaz-MS), que divulgou expectativa de arrecadação de aproximadamente R$ 767 milhões neste ano.

Do total, 88,7% ou R$ 317 milhões são referentes ao pagamento dos proprietários que preferiram optar pelo desconto e quitaram o tributo à vista. Os outros cerca de 11%, ou R$ 40 milhões, foram pagos pelos contribuintes que optaram pelo parcelamento em cinco vezes.

Perdi o prazo: o que fazer?

A Sefaz informa a quem perdeu o prazo, que ainda há a possibilidade de ficar em dia com os pagamentos. Os contribuintes podem regularizar sua situação por meio da internet (http://www.autoatendimento.ms.gov.br/ipva/) ou ainda buscar auxílio junto às agências fazendárias (Agenfas). O proprietário paga uma multa referente ao atraso e, na sequência, faz os demais pagamentos no prazo regular. Para a consulta é preciso ter em mãos o documento do veículo.

Em caso de dúvidas, os contribuintes devem se dirigir pessoalmente às Agenfas em seus respectivos municípios, munidos de documentos pessoais e do veículo ou ainda procurar a Unidade de Acompanhamento e Arrecadação de Outros Tributos/IPVA, que fica em Campo Grande, na avenida Fernando Corrêa da Costa, 858, das 7h30 às 13h30. A Secretaria disponibiliza ainda os telefones (67) 3316-7513 / 7534/ 7541 para mais informações.

O IPVA é a segunda fonte de arrecadação do Governo do Estado, ficando atrás apenas do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Da arrecadação total, 50% é destinado ao Estado e 50% aos municípios onde o veículo foi emplacado. O recurso vai para o Tesouro Estadual e Municipal e é aplicado conforme o planejamento financeiro, com pagamento de servidores, além de políticas públicas de governo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Procura por crédito aumentou 2,9% em janeiro
Economia
Dólar sobe e fecha valendo R$ 3,732
Economia
Mercado reduz projeção da economia para 2019
Cidade
Beneficiários de programas sociais do governo podem ter tarifa da conta luz reduzidas
Economia
PIS 2017 começa a ser pago aos nascidos em março e abril
Economia
Leilão de 12 aeroportos é marcado para março
Economia
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 26 milhões
Economia
Dólar cai e fecha a R$ 3,704
Economia
Reforma da Previdência vai garantir equilíbrio fiscal, diz Mourão
Economia
Dólar tem 4ª alta seguida e Bolsa cai 1%

Mais Lidas

Polícia
Depois de sair de festa, jovem morre ao capotar veículo no centro
Cidade
Evite ser multado, saiba onde estão os radares nas ruas da capital
Polícia
Dupla em motocicleta atira e acerta rosto de policial, na fronteira
Cidade
Prefeitura convoca aprovados em processo seletivo para merendeiro