Menu
Busca segunda, 23 de novembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Novembro20 Juizado de transito
Economia

Ministro libera R$ 180 milhões para MS

07 novembro 2011 - 06h36Rachid Waqued

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, participou da 7ª Feira Estadual de Sementes Crioulas e de Alimentos da Agricultura Familiar, em Itaquiraí, a 402 quilômetros de Campo Grande.

Acompanhado do governador André Puccinelli, o ministro aproveitou o evento para lançar o Plano Safra da Agricultura Familiar 2011-2012 para Mato Grosso do Sul.

Segundo o ministério, o plano destina ao estado R$ 180 milhões para ações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Deste recurso, R$ 70 milhões são destinados para operações de investimento e R$ 110 milhões para operações de custeio.

Durante a feira de sementes, a expectativa é de que 5 mil agricultores familiares de 54 municípios participem das atividades. A programação envolve trocas de sementes entre produtores e mostras de experiências práticas para produção agrícola familiar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Economia
Procon Estadual divulga nova pesquisa de preços com diferença de 234,45% em produto da cesta básica
Economia
Nascidos em fevereiro recebem auxílio emergencial nesta segunda
Economia
Caixa faz novo pagamento do auxílio emergencial neste domingo
Economia
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 75 milhões neste sábado
Economia
Com novo sistema, apostas nas lotéricas podem ser pagas com Pix
Economia
Veja quem são os beneficiários que recebem auxílio nesta sexta
Economia
MS impulsionará retomada da economia
Economia
Caixa paga 3ª parcela do auxílio para beneficiários do Bolsa Família
Economia
Mega-Sena sorteia hoje prêmio acumulado de R$ 50 milhões
Economia
Auxílio é pago hoje para beneficiários do Bolsa Família com NIS final 2

Mais Lidas

Polícia
Vídeo: depósito em chamas em Campo Grande
Polícia
Frigorífico é multado em R$ 10 mil devido a vazamento de amônia
Cidade
Familiares e amigos lamentam morte de Everton Quebra
Polícia
As versões da agressão: mulher e polícia divergem